Home > Notícias

Apple cortou 1.600 funcionários de suas lojas no último trimestre

Apesar dos bons resultados, a empresa reduz ritmo e vai inaugurar 50% menos lojas do que abriu em 2008.

Redação da Macworld / EUA

24/04/2009 às 16h16

Foto:

Apesar dos bons resultados financeiros, as lojas da Apple não vivem sua melhor fase. É o que sugere um documento enviado pela companhia à Securities Exchange Comission (órgão equivalente à Comissão de Valores Mobiliários - CVM, que regulamenta as atividades de bolsas de valores, entre outras coisas).

Segundo o documento apresentado as lojas Apple perderam 1.600 funcionários fixos. No trimestre encerrado em dezembro de 2008, havia 15,6 mil empregados em tempo integral, contra 14 mil no primeiro trimestre de 2009. Isso não quer dizer que todos foram demitidos - é provável que alguns tenham permanecido como funcionários temporários ou de meio período.

Em geral, o ritmo de expansão das lojas de varejo da Apple está em queda. O diretor financeiro da companhia, Peter Oppenheimer, disse que a empresa abrirá 25 lojas físicas em 2009 - ou metade das 50 unidades abertas pela empresa no ano passado.

Investir no segmento de varejo é complicado para a Apple, pois é preciso lidar com alugueis de propriedades e gastos como a construção das lojas. Por outro lado, a empresa reconhece que, atualmente, “teria custos substanciais” com o fechamento das lojas e elas devem continuar fazendo parte da estratégia da Apple por um tempo. Até o momento, nenhuma loja física da Apple foi fechada.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail