Home > Notícias

Apple despreza o mercado de e-books, afirma o Gartner

Mesmo com aplicativo do Kindle para iPhone e iPod Touch, a empresa não adquiriu conteúdo para a área de livros eletrônicos

Computerworld/EUA

06/03/2009 às 11h16

Foto:

O lançamento do aplicativo do Kindle, da Amazon, para o iPhone e iPod Touch, prova que a Apple não está interessada no mercado de e-books, afirmou um especialista na quinta-feira (05/03).

“É uma estratégia inteligente da Amazon e solidificará sua posição como uma fonte para livros eletrônicos”, afirmou o analista da consultoria Gartner, Van Baker.

O fato de a Apple ter permitido que a Amazon ofereça o aplicativo do Kindle pela App Store é um sinal de outra coisa, Baker continua. “O leitor é um adicional ao apelo da plataforma do iPhone, mas mostra que a Apple não acha que o mercado de e-books é importante”, diz. “A Apple não seguiu pela estrada de aquisição de conteúdos para os livros, e é óbvio que ela não quer este negócio.”

Isso coincide com a posição pública da Apple, expressada pelo Chief Executive Officer (CEO) Steve Jobs, há mais de um ano, sobre o primeiro Kindle. “Não importa quão bom ou ruim é um produto, o fato é que as pessoas não leem mais”, afirmou.

Segundo o analista, o que a Apple fez foi impulsionar a adoção do iPhone e do iPod Touch, permitindo a distribuição do leitor Kindle. “O leitor melhora os dispositivos em uma área que a Apple escolheu não competir.

Falando no ganho da parceria, Baker acredita que a Amazon ganhou mais do que ofereceu “No mínimo, acho que muitas pessoas com iPhones tentarão o Kindle, e alguns irão querer uma tela maior e considerarão comprar o produto”, afirma.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail