Home > Notícias

Apple e China Mobile voltam a negociar venda do iPhone

Após desistir do compartilhamento de receita, Apple está mais próxima de conquistar o vasto mercado chinês, dizem agências.

IDG News Service/EUA

01/07/2008 às 11h43

Foto:

Conversas entre a Apple Inc. e China Mobile Communications trilham um novo acordo, colocando a companhia americana perto de vender o iPhone no grande mercado mundial, disseram a Reuters e a AFP na sexta-feira (27/06).

De acordo com as agências de notícias, um funcionário da China Mobile Communications Corp. afirmou que os impasses das negociações avançaram depois que a Apple desistiu de dividir os lucros das assinaturas.

“A Apple não está mais insistindo em uma política de e-sharing, então o maior obstáculo para a que China Mobile trouxesse o iPhone foi ultrapassado, mas ainda restam questões práticas a serem resolvidas”, disse Rainie Lei, porta-voz da China Mobile à Reuters na sexta-feira.

Há dois meses, Wang Jianzhou, CEO da China Mobile, culpou a insistência da Apple em repartir as receitas pelo impasse nas negociações.

Contudo, Wang fez as declarações antes que a Apple e outras operadoras móveis começassem a anunciar que o iPhone não seria vendido com exclusividade. Semanas antes a Apple confirmou que havia abandonado o modelo de compartilhamento de receitas que exigiu inicialmente, quando revelou o smartphone em 2007.

Ao invés de compartilhar receitas, operadoras de wireless irão receber os tradicionais subsídios dos preços de compra do celular. Nos Estados Unidos, por exemplo, a AT&T, que detém exclusividade do iPhone, irá vender o novo modelo 3G 8 GB habilitado por 199 dólares, metade do custo de 399 dólares da primeira geração do iPhone 8GB.

facebook foto 3D

No início de junho, Jobs disse ao canal de notícias CNBC, que a Apple gostaria de ter o iPhone na China antes do final deste ano. “Nós só não tivemos chance de fechar [acordos] com a Rússia e a China”, disse Jobs ao canal. “No final do ano, vocês irão ver alguns comunicados”.

A companhia disse que pretende tornar o iPhone 3G disponível em cerca de 70 países até o final de 2008.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail