Home > Notícias

Apple e mais cinco empresas são processadas por quebra de patentes

NTP acusa companhias de desenvolver produtos como o iPhone, da Apple, e o Droid, da Motorola, sem licença

IDG News Service

12/07/2010 às 13h02

Foto:

A norte-americana NTP, empresa de tecnologia, localizada em Virginia, apresentou, na última quinta-feira (9/7), um processo contra as empresas Apple, Google, HTC, LG Electronics, Microsoft e Motorola,  alegando quebra de patentes. 

Ao todo, seis queixas foram apresentadas à Corte Distrital para a Região de Leste de Virgínia, nos Estados Unidos, alegando que oito das suas patentes foram infringidas. As empresas processadas estão sendo acusadas de desenvolver aparelhos móveis e software para enviar e-mails por esses dispositivos sem ter a licença. A indenização da NTP envolve juros, royalties, custos e medidas cautelares.

Entre os smartphones que violam as patentes estão o iPhone, da Apple, Ally e Incite, da LG, T-Mobile G1, da HTC, e Droid, da Motorola. As patentes americanas estão sob os números 5436960, 5438611, 5625670, 5819172, 6067451, 6317592, 5479472 e 5631946.

iphone_3g_350

iPhone, da Apple, é um dos aparelhos "acusados" em processo da NTP.

"Uso da propriedade intelectual da NTP sem licença é simplesmente injusto para companhia e seus licenciados. Infelizmente, o processo é a nossa única forma de garantir que acionistas sejam reconhecidos e, razoavelmente, compensados por seus investimentos e pelo trabalho inovador", disse o co-fundador da NTP, Donald Stout. 

De acordo com a Wikipedia, a NTP tem sido caracterizada por atuar de forma agressiva sobre direitos de patente, a ponto de conseguir uma liminar para encerrar as atividades de infratores, mesmo os que não usam suas patentes de forma direta.

A NTP é mais famosa por ter vencido, em março de 2006, a um acordo de 612,5 mil dólares contra Research In Motion (RIM), fabricante do smartphone BlackBerry.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail