Home > Notícias

Apple é multada por iPod que pegou fogo e queimou usuária

Dispositivo já havia sido alvo de recall, pois "poderia superaquecer ou colocar em risco a segurança do usuário"

Macworld/Reino Unido

16/04/2012 às 9h56

Foto:

A Apple foi multada em cerca de 4.700 dólares depois que um iPod Nano pegou fogo, queimando as mãos de uma usuária japonesa. A punição foi imposta por um juiz de Tóquio e serviu para cobrir os custos do tratamento médico e do processo, além de compensar as dores da cliente. 

O juiz também culpou companhia de Cupertino pela falha técnica presente na primeira geração do iPod Nano, afirmando que a empresa admitiu que o aparelho possuía problemas quando anunciou o recall da primeira geração de iPods no ano passado. 

A Apple iniciou um programa de substituição do iPod Nano de primeira geração para os donos do aparelho, que “poderia superaquecer ou colocar em risco a segurança do usuário”, de acordo com a própria empresa. Cerca de um milhão de pessoas teriam participado do recall da Apple no ano passado, e apenas o modelo original do iPod Nano foi afetado pela falha. O aparelho em questão foi adquirido em 2005, e o acidente ocorreu em julho de 2010, quando a usuária tentou recarregar a bateria, que superaqueceu e queimou suas mãos. 

 

ipodnano-1gen
Apple já havia feito recall do aparelho, que poderia trazer ricos aos usuários

 

O novo iPad, lançado em março deste ano, também preocupou os usuários em relação ao superaquecimento, já que ele opera em temperaturas superiores às da sua segunda versão, porém o aparelho não chega a superaquecer. Entre os fatores que poderiam causar esse comportamento estariam o novo processador e a bateria, mais poderosa, que, apesar de realmente durar 10 horas de uso, pode demorar até 7 horas para ser carregada. A Apple negou os problemas, e afirmou que o aparelho funciona dentro de suas especificações térmicas. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail