Home > Notícias

Apple é processada por “induzir crianças a gastarem com games”

Advogados acusam empresa de "fisgar" usuários em aplicativos inicialmente gratuitos, mas que levam à compra de conteúdos

PC World/EUA

18/04/2011 às 15h23

Foto:

Dinheiro de mentirinha deixa de ser engraçado quando os pais olham a conta do cartão de crédito no fim do mês... Uma ação federal contra a Apple acusa a empresa de ser cúmplice em um esquema para fazer com que crianças comprem melhorias e créditos em games, os quais são promovidos aos menores como gratuitos.

Garen Meguerian,  advogado do estado da Filadélfia, está processando a Apple porque sua filha torrou 200 dólares em poucos dias jogando games como City Story e Tap Fish em um iPod Touch. A ação, iniciada em 11/04, foca nos apps para crianças e em extras oferecidos a partir desses aplicativos, incluindo dinheiro virtual do City Story e “iscas de peixe” no Tap Fish.

Em suas alegações, Jonathan Shub, do escritório de advocacia Seeger Weiss LLP, no estado da Filadélfia, chama as compras feitas através de apps com “dinheiro de mentira” de “iscas” que se aproveitam do fato de que as crianças podem não entender que nada é de graça nesse mundo.

Leia mais: Saiba controlar os gastos dos seus filhos na loja de aplicativos da Apple

“Muitos jogos são, pelo seu próprio design, altamente viciantes e são desenvolvidos estrategicamente para induzir compras de moedas vrtuais. Por exemplo, o game Smurf’s Village é gratuito para download. O objetivo do jogo, entretanto, é construir um vilarejo virtual, e o processo dessa construção é visivelmente acelerado ao comprar Smurfberries, o câmbio do jogo – que custa dinheiro de verdade. As ofertas de venda variam de acordo com a quantidade de Smurfberries: 50 Smurfberries custam 5 dólares, enquanto 1.000 saem por 59 dólares” disse o advogado.

A ação indica que autorizar uma compra em uma loja de aplicativos em uma janela aberta por 15 minutos durante um jogo pode ocasionar grandes prejuízos – algo como 1.400 dólares em Smurfberries em uma única conta.

Nessa ação judicial consta também que a Apple adicionou avisos extras na tela de instalação do Smurf’s Village e de outros jogos gratuitos, reiterando que “conteúdos adicionais” irão custar dinheiro de verdade, e alertando os usuários para que ajustem as configurações dos controles parentais. 

 

smurfs01.jpg

Brincadeira de criança: dinheiro de mentira, prejuízos de verdade

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail