Home > Notícias

Apple e RIM derrotam Kodak em briga por patentes

Juiz determinou que empresas realmente infringiram patente, mas também concluiu que a mesma é inválida; Kodak continua lutando contra prejuízos financeiros

James Niccolai, IDG News Service/San Francisco Bureau

22/05/2012 às 13h02

Foto:

Um juiz da Comissão Internacional de Comércio dos EUA determinou
que a patente da Kodak reivindicada em uma denúncia contra a Apple e a Research
in Motion (RIM) é inválida, disse a Kodak nessa segunda-feira (21).

O juiz de direito administrativo do ITC concluiu que o
iPhone 3G da Apple e alguns dispositivos BlackBerry da RIM infringem a patente,
mas também determinou que a patente em si é inválida, ou seja, a infração
encontrada não é vantagem para a empresa de George Eastman, pelo menos por
agora.

A companhia apresentou sua queixa à ITC em janeiro de 2010.
A patente em questão – nº 6,292,218 dos EUA  – descreve uma forma de visualizar uma imagem
na tela de uma câmera digital LCD antes de a imagem ser capturada. A Kodak diz
que é uma tecnologia "fundamental" em câmeras digitais.

A decisão da ITC é um revés para a empresa, que vem lutando
financeiramente e espera vender alguns de seus ativos de propriedade
intelectual para melhorar sua posição. A companhia diz ter mais de 1.000 patentes
relacionadas à imagem digital, mas afirma que já havia usado a patente '218 com
sucesso para garantir um acordo de licenciamento com a Samsung.

A conclusão do juiz é uma liminar, e a Kodak informou que
vai recorrer da sentença à Comissão. Uma decisão é esperada até 21 de setembro.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail