Home > Notícias

Apple e Samsung não chegam a acordo e caso bilionário fica nas mãos do júri

Apesar de pedido da juíza, rivais não conseguiram se entender fora do tribunal. Apple pede US$2,5 bi em danos, enquanto Samsung quer indenização de US$422 mi.

IDG News Service / EUA

21/08/2012 às 12h41

Foto:

Os CEOs da Apple e Samsung não conseguiram chegar a um acordo na reunião de última hora realizada nesta segunda, 20/8, por isso a briga por patentes entre as empresas será decidida pelo júri. E ambas as empresas podem perder milhões de dólares – até bilhões – se a decisão for contrária a elas.
 
A juíza responsável pelo caso, Lucy Koh, encorajou Apple e Samsung a se acertarem fora do tribunal, alertando-as sobre os riscos substanciais que correriam ao permitir que a decisão se encaminhasse para um veredito do júri.
 
O envolvimento do júri, na verdade, tem sido um dos elementos mais controversos desse caso complexo: poucos analistas de mercado acreditam que moradores da Califórnia sem treinamento ou experiência em tecnologia móvel ou nos campos de lei das patentes poderão diferenciar as nuances dos argumentos de Apple e Samsung.
 
De qualquer maneiras, a juíza Lucy Koh instruiu os jurados a usarem “os olhos de um observador comum” ao availarem se as patentes foram ou não violadas.
samsungapple_435.jpg
 
Os jurados terão de preencher formulários extensos para indicar seus respectivos julgamentos de muitos aspectos do caso. O formulário tem 22 páginas com 36 seções de perguntas que contabilizam mais de 700 questões individuais.
 
No formulário, os jurados são questionados sobre o que acham que seria um valor justo para indenizações. A Apple pediu 2,5 bilhões de dólares em danos, enquanto que a Samsung exige 422 milhões de dólares.
 
Os argumentos finais do caso estão agendados para hoje, 21/8, e então o júri iniciará suas deliberações.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail