Home > Notícias

Apple falha na hora de combater vulnerabilidades

É o que aponta o relatório anual de riscos da IBM, que coloca a empresa como a mais lenta na correção de bugs entre as principais companhias

IDG News Service

25/02/2010 às 8h53

Foto:

O número de vulnerabilidades de softwares caiu no geral em 2009, mas a quantidade de erros em leitores de documentos e aplicativos de multimídia cresceu em 50%, de acordo com o relatório anual de riscos e tendências da IBM.

A pesquisa foi feita pelo grupo X-Force, da IBM, e coletou divulgações de vulnerabilidades e outros dados de ataques feitos na web. Em 2009, a equipe registrou 6,6 mil novas vulnerabilidades, quantidade 11% menor que a registrada em 2008.

Segundo a X-Force, os navegadores de Internet trazem a maior parte das chamadas
vulnerabilidades de clientes. O Firefox teve o dobro de falhas críticas
que o Internet Explorer em 2009. Nenhum desses erros, no entanto, deixou
de ser corrigido até o fim do ano.

E mais da metade das
vulnerabilidades de clientes críticas atingiu quatro fabricantes:
Microsoft, Adobe, Mozilla e Apple. Enquanto, em média, a maioria dos
fornecedores corrigiu 66% dessas falhas, a Apple se mostrou pior nesse
ponto, corrigindo apenas 38%.

Das cinco falhas mais exploradas na web, três envolvem arquivos PDF.  Crackers tiveram muito sucesso procurando brechas nos documentos e conduziram ataques através de spams e sites maliciosos.“Existe definitivamente um grupo de caras maus que mira esse tipo de arquivo”, disse o gerente de pesquisas da X-Force, Tom Cross.

As outras duas falhas exploradas envolvem o Flash e um controle ActiveX, que permite que usuários vejam arquivos do Microsoft Office no Internet Explorer, disse a IBM.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail