Home > Notícias

Apple leva sete meses para liberar documentos sobre segurança de iPods

Papéis se referem a casos de superaquecimento e explosão dos gadgets; governo dos EUA pode determinar substituição dos aparelhos.

Jeff Bertolucci, da PC World/EUA

23/07/2009 às 12h03

Foto:

A discussão dos problemas de superaquecimento de alguns produtos da Apple como o iPod e o iPhone continuam repercutindo na mídia norte-americana. De acordo com a rede televisiva Seattle, a Apple se esforça para que os casos não sejam divulgados.

Não muito tempo atrás, a Apple divulgou uma nota afirmando que os problemas de superaquecimento do iPhone eram causados pelo mau uso do usuário, e não por falhas de hardware.

A emissora KIRO-TV publicou em seu site na quarta-feira (22/7) uma série de investigações do superaquecimento que atingiram inúmeros usuários nos Estados Unidos. O problema também foi constatado em outros modelos do iPod, o Shuffle e o Nano.

Uma moradora de Washington disse à KIRO-TV que, em novembro de 2008, enquanto fazia uma corrida, seu iPod Shuffle esquentou tanto que chegou a furar a camiseta e deixar uma marca no corpo.

Apple tenta abafar os casos?
A repórter investigativa Amy Clancy procurou a comissão de segurança de produtos dos Estados Unidos para conhecer os documentos referentes à segurança do iPod. Esses documentos levaram sete meses para serem entregues. Segundo a jornalista, o advogado da Apple teria colocado várias objeções para que as informações não fossem liberadas.

Os relatórios da comissão contêm 15 casos relacionados a incidentes relacionados aos produtos da Apple. Os registros indicam que a fabricante estava ciente dos acontecimentos e que a causa do problema era a bateria de lítio.

A reportagem da KIRO-TV afirma que o documento tem aproximadamente 800 páginas, com vários relatos de iPods que pegaram fogo, explodiram ou superaqueceram, soltando fumaça durante seu uso.

Como parte da política da empresa, Amy disse que a Apple não quis comentar o assunto.

Haverá uma troca de iPods?
As reportagens do site da KIRO-TV dizem que vai depender da decisão do governo federal norte-americano se a Apple deverá ou não trocar seus tocadores de música. A decisão ainda não foi tomada pelo fato de a nova geração de baterias usada nos iPods atuais não terem demonstrado problemas semelhantes.

Se as reportagens da KIRO-TV estiverem certas, a Apple terá que dar muitas explicações.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail