Home > Notícias

Apple paga US$ 5 milhões em processo por infração de patentes

Companhia fechou um acordo com a empresa Elan, de Taiwan, e colocou fim a uma ação iniciada em 2009, que pedia a proibição da venda do iPhone

Macworld/Reino Unido

06/01/2012 às 11h02

Foto:

Ponto final em uma novela que se arrastava desde
2009. A Apple fechou um acordo com a empresa Elan Microeletronics, de Taiwan,
que acusava a empresa do iPhone de violar suas patentes em equipamentos como iPhone
e iPad. Com o acordo, a Apple pagará 5 milhões de dólares.

A Elan entrou com um processo em abril de 2009,
alegando que a empresa de Cupertino infringia duas patentes relacionadas à
tecnologia de tela sensível ao toque. A ação pedia que a Apple fosse impedida
de comercializar equipamentos como iPhone, iPod e MacBook.

Vale lembrar que a Elan também solicitou que a ITC (Comissão
Internacional do Comércio dos EUA) proibisse a importação dos produtos em
questão. Mas, após promover uma investigação, o órgão concluiu que não havia
violação, o que abriu caminho para o acordo mais modesto fechado agora.

Com o fim da questão, as duas empresas também
concordaram em compartilhar patentes, ponto que pode ser mais importante do que
o valor gasto pelo Apple (considerado pequeno para uma companhia de seu porte).
Inicialmente, falava-se em até 100 milhões de dólares.

A Apple está envolvida em várias batalhas jurídicas
relacionadas a dispositivos móveis, com empresas como Samsung e HTC.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail