Home > Notícias

Apple pode começar a vender iPhone desbloqueado na Europa, diz site

Empresa iria utilizar um chip SIM "em branco" integrado ao smartphone compatível com todas as operadoras europeias

PC World/ EUA

28/10/2010 às 15h18

Foto:

A Apple está criando um SIM card capaz de funcionar com múltiplas operadoras na Europa, ação que pode fazer das prestadoras de serviços um mero detalhe, de acordo com GigaOm. A companhia poderá vender o smartphone desbloqueado nas lojas com esse chip, transformando assim a Apple Store e a Apple.com em um local onde o consumidor poderá comprar o aparelho e decidir qual operadora deseja de uma única vez. O rumor, que é similar ao modelo aplicado no Nexus One pelo Google, pode dar aos consumidores a chance de comprar um iPhone sem contrato, vendido no preço original. 

Chip SIM removível ou integrado?

Geralmente, os aparelhos GSM usam o cartão removível, que contém os dados que fazem com que o celular funcione em uma determinada rede. Entretanto, de acordo com as informações da GigaOM, o novo SIM, fabricado pela Gemalto, pode ser integrado ao iPhone, o que sugere que o mesmo não será removível. 

Ainda assim, o fato do SIM card não ser de nenhuma operadora específica significa que os usuários serão capazes de trocar facilmente as prestadoras de serviço, escolhendo aquela que tiver melhor oferta. Ao invés de trocar o cartão físico, como é feito pelos usuários europeus atualmente, eles farão a troca via iTunes ou talvez diretamente através da Apple ou da nova operadora. 

 

Ótimo para a Europa, sem chance para os Estados Unidos

Enquanto esse plano parece ótimo para os usuários europeus, ele parece impraticável nos EUA. Já é relativamente fácil para usuários no velho continente, na África e em outros países ao redor do globo adquirir um celular desbloqueado e trocar de operadora, simplesmente comprando um novo chip.

 

iphonedesbloqueado.jpg

Livre: em alguns países da Europa, há até 6 operadoras para escolher; bem diferente do que acontece nos Estados Unidos

 

Além do mais, a concorrência entre as empresas europeias é extremamente alta. Nos 34 países nos quais o iPhone está disponível, somente 14 deles possuem operadoras exclusivas para iPhone na Europa. Nas outras 20 nações, incluindo praticamente todos os países mais importantes, possuem duas ou mais prestadoras de serviço para o smarthphone da Apple. França, República Tcheca, Alemanha, Itália e Espanha possuem três opções de operadoras. Enquanto na Suécia há quatro empresas,  o lugar mais alto pódio fica com o Reino Unido, onde há seis operadoras para escolher. 

Esse cenário é totalmente diferente nos EUA, onde a AT&T é a operadora exclusiva para o iPhone; além disso, a compra é feita mediante um contrato subsidiado de dois anos por um aparelho bloqueado. 

É muito fácil jogar toda a culpa em cima das operadoras americanas, mas não parece que uma multidão está pronta para matar a sede por dispositivos desbloqueados. O  plano do Google de vender o Nexus One desbloqueado em lojas online foi um desastre total; a BlackBerry e a Palm venderam dispositivos desbloqueados pela Amazon durante anos, mas isso não fez com que a demanda pelo iPhone ou Android diminuísse. Um dispositivo destravado pode parecer uma boa ideia, mas a maioria das pessoas não está disposta a pagar o preço por essa liberdade. Como um prisioneiro que passou muito tempo encarcerado, muitos preferem o conforto de um contrato de dois anos e um aparelho bloqueado por menos da metade do preço.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail