Home > Notícias

Apple pode lançar rival para o Google Glass

Empresa de Cupertino obteve patente para acessório no estilo do apresentado recentemente pela rival. Produto seria usado por médicos e até em jogos.

Patrick Thibodeau, Computerworld / EUA

06/07/2012 às 12h36

Foto:

A Google já está atraindo competidores na corrida pelo
desenvolvimento de computadores portáteis usados como acessórios, no estilo
Google Glass.

A Apple recebeu na terça-feira (3/7) uma patente americana
para um dispositivo de visualização, desenhado para projetar imagens em frente
aos olhos dos usuários, criando uma “experiência visual única”.

A patente descreve que o dispositivo poderá focar em
“realidade aumentada” por meio da utilização de uma imagem sobreposta à visão real de
mundo. Essa definição está bem parecida com os óculos
computadorizados lançados pelo Google
.

Na conferência anual da gigante para desenvolvedores, a
Google I/O, Sergey Brin, co-fundador da
companhia, mostrou um protótipo de seus óculos Android, que foram desenvolvidos
para receber processador, memória, sensores GPS, câmeras, microfone e
alto-falante.

Brin disse que os óculos do Google deverão ter uma tela
localizada em cima de um dos olhos do usuário, para que não atrapalhe a sua
visão normal.

Analistas da indústria disseram a Computerworld que eles esperam que o Google Glass
acelere o desenvolvimento dos chamados 'wearable
computers' (computadores 'vestíveis'). Alguns
especialistas previram que, em cinco anos, provavelmente será comum ver pessoas
utilizando esse tipo de dispositivo enquanto caminham pelas ruas.

Brin e outros disseram que usuários deveriam assistir Star
Trek e outros contos de ficção científica para encontrarem a próxima geração de
computadores. De fato, eles dizem, muitos dispositivos do futuro não parecerão
nem de perto com os que temos atualmente.

E com a Apple mostrando que talvez esteja desenvolvendo seu
próprio wearable computer, a produção desses novos sistemas deve ser ainda mais
rápida de acontecer.

“Tecnologia é um jogo de cópia. Então não estou chocado que
a Apple também tenha entrado de cabeça nessa novidade”, disse Zeus Kerravala,
analista da ZK Research. “A Apple obviamente reconheceu que essa ideia é
valiosa. A companhia pode fornecer mais um contexto para desenvolvedores de
aplicativos e sair ganhando com isso.”

A licença da Apple afirma que o dispositivo da companhia
poderá possuir um segundo display, processador, memória e uma interface para o
usuário.  O dispositivo também poderia
ser utilizado para cuidados na área da saúde, dando informações aos cirurgiões
enquanto eles trabalham, ou para assistir a filmes.

“Militares, polícia ou bombeiros poderiam utilizam os
dispositivos para mostrar informações táticas relevantes, como mapas ou dados
de imagens térmicas. Os dispositivos também servirão para uso em jogos e
entretenimento.”

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail