Home > Notícias

Apple processa empresa chinesa pelo uso da marca EPAD

Companhia de Cupertino afirma que o nome usado pela fabricante chinesa de acessórios EBox lembra demais o iPad e solicitou que deixasse de usar a marca.

IDG News Service

02/03/2012 às 14h54

Foto:

A Apple, que vem enfrentando problemas em relação à marca iPad na China,  registrou uma queixa exigindo que uma fabricante local de capas e acessórios para dispositivos eletrônicos retire o nome EPAD, usa utilizado pela empresa  em seus produtos.

Em 2/3, a companhia chinesa EBox Digital Technology Product recebeu uma reclamação da Apple,  solicitando que deixasse de usar o nome porque ele lembra o nome do iPad, de acordo com um porta-voz da EBox, que se identificou apenas como Cheng.  A reclamação foi feita no escritório de marcas e patentes chinês, mas a EBox informou que não tem planos de fabricar eletrônicos ou tablets com o nome EPAD.

Leia Mais: 
O que Apple deve apresentar no evento do iPad (7/3) 
Novo iPad terá 4G e ajudará Apple a vender 55 milhões de tablets em 2012, garante analista
6 recursos essenciais para o iPad 3 revolucionar o mercado

A Apple já está travando uma batalha judicial com a empresa local pelos direitos da marca iPad na China. A empresa norte-americana foi penalizada em dezembro de 2011 quando a côrte de Shezhen, na China, rejeitou as reivindicações da companhia sobre a marca, apelando da decisão logo em seguida. A EBox se opõe à posição da Apple e está preparando uma resposta formal. "A marca do iPad não é da Apple, então eles estão tentando pegar a nossa", segundo Cheng. "A Apple tem se comportado como uma valentona".

De acordo com um escritório de marcas e patentes na China, A EBox teria registrado a marca EPAD em 2010 – essa atual disputa pelo nome iPad ameaça banir as vendas do tablet do mercado chinês, e a Proview iniciou seus próprios processos e reclamações exigindo que as autoridades impeçam a venda do produto, além de uma indenização de 2 bilhões de dólares . No começo de fevereiro, a corte chinesa fez com que uma loja de revenda local parasse de comercializar o tablet da Apple.

Um representante da Proview afirmou que a Apple deve pagar 400 milhões dólares pela marca iPad. Alguns consumidores chineses chegaram a sugerir que a Apple renomeasse o tablet no país para evitar mais problemas legais.

 

ipad2handson.jpg
Tablet tem dado dor de cabeça à Apple na China

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail