Home > Notícias

Apple terá de pagar US$368 milhões por violar patentes com FaceTime

Empresa de Cupertino foi derrotada em processado aberto por companhia de licenciamento de patentes chamada VirnetX.

Macworld / Reino Unido

07/11/2012 às 10h55

Foto:

A Apple terá de pagar 368,2 milhões de dólares para uma empresa que é dona das patentes utilizadas em seu serviço de videochamadas FaceTime.

Um júri decidiu nesta terça-feira, 6/11, que a tecnologia do FaceTime viola patentes de propriedade da empresa VirnetX, que trabalha justamente com licenciamento de patentes – originalmente, a companhia tinha pedido um valor bem mais alto em danos, de 708 milhões de dólares.

As quatro patentes em questão são relacionadas ao acesso seguro de redes privadas virtuais (VPN). A Apple negou ter violado as patentes e alega que elas são inválidas. O advogado da empresa, Danny Williams, disse ao júri: “A VirnetX não tem direito a dinheiro por coisas que não inventaram. A tecnologia da VirnetX, se usada, é uma pequena parte de produtos muito amplos e complexos.”

No entanto, o advogado da VirnetX, Doug Cawley, disse que: “A Apple afirma não ter violado (as patentes). Mas os desenvolvedores deles testemunharam que eles não prestam atenção nas patentes de ninguém quando estão desenvolvendo seu sistema”, de acordo com informações da Bloomberg.

Há alguns meses, a Apple esteve em problemas por ser acusada de interferir no testemunho de um de seus engenheiros na disputa por patentes contra a VirnetX. A empresa de Cupertino teria dito ao funcionário para “ficar quieto” quando o interrogatório da VirnetX ficasse mais pesado.

A VirnetX entrou com o processo contra a Apple pelas patentes do FaceTime em 2010 – ano em que o recurso foi apresentado juntamente com o iPhone 4 e o iOS 4.

A empresa de licenciamento de patentes também processou a Microsoft, e saiu vitoriosa. A fabricante do Windows teve de pagar cerca de 200 milhões de dólares em um acordo em 2010 – a VirnetX acusava o Windows 7 de possuir vários recursos que infringiam suas patentes.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail