Home > Notícias

Apple usa produtos falsos para testar lealdade de engenheiros, diz livro

Nova obra "Inside Apple", de Adam Lashinsky, aponta que companhia coloca funcionários para trabalhar em produtos fictícios até que eles sejam considerados de confiança

Macworld / Reino Unido

31/01/2012 às 11h27

Foto:

Uma maneira pela qual a Apple mantém em segredo os detalhes de aparelhos aguardados, como o iPad 3 ou o  novo iPhone 5 é assegurando que seus engenheiros são extremamente confiáveis. Mas como ter certeza?

De acordo com o novo livro “Inside Apple”, de Adam Lashinsky, escritor que afirma ter conversado com ex-funcionários da empresa sobre o tema, com produtos falsos. Um dos entrevistados afirmou ter conhecimento de um engenheiro que foi entrevistado por nove meses para trabalhar na companhia e que pela primeira vez em sua carreira trabalhou em produtos que não eram verdadeiros.

“As pessoas são contratadas para cargos fictícios onde não sabem muito bem o que estão fazendo. Mesmo após você passar por esse rigoroso processo de seleção, eles (a Apple) ainda desconfiam de você”, explica Lashinsky. Superada esse período de desconfiança, os novos empregados poderiam ter contato com  os "segredos da maçã".

Segundo analistas, essa dedicação ao sigilo do produto colaboram com o marketing da companhia e incentiva a resposta quase maníaca dos consumidores aos novos produtos da Apple, como visto recentemente em Hong Kong, onde a companhia precisou recorrer a um sistema de sorteio para evitar que golpistas comprem o iPhone 4S.

É claro que muitas pessoas suspeitam que, apesar de a Apple  aparentemente ser contra os vazamentos, o grande esquema da empresa seria justamente vazar detalhes dos produtos, mas em seus próprios termos. Teorias da conspiração inevitavelmente surgem toda vez que um protótipo de iPhone é perdido ou esquecido em um bar, por exemplo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail