Home > Notícias

Apple veta aplicativo para iPhone com caricatura de Tiger Woods

Cartunista da MSNBC revela que a empresa recusou seu software, que continha desenhos com o popular jogador de golfe

Macworld / EUA

27/04/2010 às 12h34

Foto:

Após um pequeno "raio de alegria", o cenário voltou a ficar desanimador no mundo dos cartoons editoriais (desenhos de cunho político e social). Apenas alguns dias após o aplicativo NewsToons, de Mark Fiore, ter sido finalmente aprovado – depois de um frenesi da mídia sobre o cartunista ganhador do Prêmio Pulitzer ter sido recusado em novembro – os revisores da App Store estão novamente em pauta.

Daryl Cagle, um cartunista comanda a seção Political Cartoonists
Index no site MSNBC, revelou em seu blog  que seu último aplicativo, uma
coleção de caricaturas de Tiger Woods (maior jogador de golfe do
mundo), havia sido recentemente rejeitado pela Apple.

A empresa de Cagle, a Cagle Cartoons, encontrou problemas parecidos
no último ano, quando tentou colocar seu primeiro aplicativo de cartoon
editorial na App Store. Foram mais de três meses – e um olhar torto da
imprensa pela rejeição do app de caricatura chamado Booble Rep – antes
dos revisores finalmente aprovarem o programa.

150858-cagle_tiger_woods_original.jpg

Tiger Woods: protegido pelos revisores da Apple?

Desde então, a Cagle Cartoons, que compila e publica o trabalho de talentosos cartunistas, conseguiu lançar 24 programas para o iPhone. Mas aparentemente, os revisores da App Store se sentiram ofendidos pelo novo software.

Cagle publicou em seu blog um post entitulado “Você pode ridicularizar Obama, mas não critique Tiger Woods”:
“Como a audiência por notícias e opiniões tem crescido no iPhone, nós nos esforçamos ainda mais para desenvolver apps de cartoons editoriais que mostrem os desenhos mais recentes sobre assuntos diferentes... A Apple aprovou o nosso app msnbc.com Obama Cartoons, que mostrar as charges editoriais dos jornais sobre o presidente Obama, mas a Apple rejeitou nosso app, com desenhos de Tiger Woods. Parece que Tiger está acima, na linha editorial da Apple.”

Após o app do colega Mark Fiore ter sido aprovado na última semana, Cagle escreveu para a Apple, pedindo que reconsiderassem o program, mas não obteve resposta.

Cagle depois escreveu: “A Apple decidiu que Tiger Woods não é um tópico de discussão apropriado para cartunistas.”

A história toda, ilustrada
Cagle é apenas o mais recente a falar sobre as obscuras políticas de aprovação da App Store. A revista Wired escreveu no passado sobre a capacidade da Apple de controlar as notícias de forma potencial, e no dia 26/4 o escritor – e ex-editor da Macworld – Brian Chen, revisitou o tópico, ao postar um artigo em que pedia à App Store diretrizes mais claras e transparência total.

No post, foi incluído um link para uma carta, de 22 de abril, escrita pela Associação dos Cartunistas Editoriais Americanos para o próprio Steve Jobs (veja abaixo trecho da carta).

“Apesar de a Associação dos Cartunistas Editoriais Americanos saber que a Apple é uma companhia do setor privado, a Apple também controla uma das principais maneiras das pessoas publicarem notícias e informação. Com essa inovação vem uma nova responsabilidade... Nossa nação seria um lugar bem diferente se os inovadores mais antigos, como Benjamin Franklin, e outros que o seguiram, tivessem proibido suas prensas de serem utilizadas para satirizar figuras públicas.”

150858-app_store_rejection2_original.jpg

Caricatura mostra Jobs rejeitando mais um aplicativo

A área do Contrato de Licença do Desenvolvedor do iPhone, que faz referência ao assunto, 3.3.17, detalha que qualquer conteúdo ou material (texto, gráficos, imagens, fotografias, sons, etc) que pelo julgamento razoável da Apple for constatado como censurável, pode ser rejeitado pela Apple.

Como Cagle aponta, um grande número de pessoas, de boa e má reputação, escreveram opiniões sobre Tiger Woods – sem contar outras figuras públicas – no último ano. Por isso, não é muito difícil que algumas delas tenham sido lidas em um app do iPhone ou do iPad.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail