Home > Dicas

Aprenda a se proteger contra o sequestro dos seus dispositivos iOS

Confira algumas dicas de como evitar os chamados ataques digitais ramsomware. Ou aprenda como agir, caso tenha sido uma vítima.

Da Redação

03/06/2014 às 13h02

iphone5s na mao 520.jpg
Foto:

Recentemente foram identificados alguns ataques ramsonware contra iPhones e iPads de usuários da Austrália, Reino Unido e Rússia. Esse tipo de ataque utiliza um malware mas tem o objetivo de extorquir dinheiro ou algum valor de resgate do seu dono.

O ataque consistia em invadir o serviço "Find My iPhone" e, por meio dele, bloquear o aparelho e exigir que a vítima pagasse o equivalente a 100 dólares por meio do PayPal para um endereço de Hotmail para que o dispositivo fosse desbloqueado.

De acordo com Christian Funk, pesquisador de segurança na Kaspersky Lab, presumivelmente os cibercriminosos tiveram acesso às credenciais de identificação da Apple usando e-mails de phishing direcionados (ataque também conhecido como spearphishing).

"Ao usar as credenciais para acessar a conta do Apple iCloud, os criminosos podem ativar o serviço 'Find My iPhone' que não só é capaz de localizar um aparelho perdido ou roubado, mas também permite definir uma senha impedindo o acesso de terceiros a dados pessoais armazenados em seu smartphone. Este esquema é conhecido como ransomware, no entanto, só visto em PCs e, recentemente, no cenário de ameaças para o Android. Esta campanha é mais uma prova que os cibercriminosos estão adotando modelos de negócios criminais comumente usados ​​em PCs em novas áreas a fim de refinar seus métodos de ataque", disse Funk.

Para evitar ser vítima de tais ataques, a Kaspersky Lab oferece as seguintes dicas:

  • Quando criar sua Apple ID, use dois endereços de e-mail. Não se esqueça de criar um nome especial para a Apple ID diferente do seu endereço de e-mail;
  • Crie perguntas e respostas secretas para recuperar a sua ID. Também é útil definir uma senha ou PIN para bloquear a tela do seu dispositivo;
  • Certifique-se de suas senhas são seguras. Uma sugestão é fazer uma combinação longa e incluir uma mistura de símbolos, números e letras maiúsculas e minúsculas. Não utilize a mesma senha para outros serviços online;
  • Lembre-se que os ataques de phishing podem acontecer. Nunca digite sua senha em uma página da web se você achar suspeito.

Você foi uma vítima desse ataque e agora o seu celular está bloqueado, o que fazer?

  • Em primeiro lugar, não pague o resgate. Se o fizer, isso só vai fazer com que os cibercriminosos continuem seus ataques contra você. Vale lembrar que o pagamento do resgate não é garantia de que o criminoso irá, de fato, te enviar um código para desbloquear o aparelho;
  • Em segundo lugar, use o iForgot, um serviço oficial da Apple. Isso irá ajudá-lo a remover a senha e enviar-lhe uma nova de seus e-mails adicionais;
  • Outra dica é: você pode contatar o serviço de suporte da Apple para uma consulta online e recuperar o acesso ao seu dispositivo manualmente.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail