Home > Dicas

Aproveite o feriado para se atualizar instalando patches de softwares

Saiba como administrar as atualizações, incluindo o sistema operacional, e use esses dias de folga para deixar seu PC em dia.

Rob Vamosi, da PC World / EUA

30/04/2009 às 13h24

WindowsUpdates_ilustra150.jpg
Foto:

windowsupdates_ilustra150.jpgAlém de ter sempre um software de segurança instalado em seu PC, a melhor forma de manter as ameaças longe de seu computador é deixar seu Windows sempre atualizado. E isso inclui baixar os patches dos aplicativos de desktop que talvez nem sejam fornecidos pela Microsoft.

Às vezes, configurações padrão de update podem deixar seu PC com drivers ruins, problemas de software ou recursos indesejados, como o Windows Genuine Advantage.

Você vai conferir diversos aplicativos chave (incluindo o Windows) e seus processos de update, com alguns detalhes sobre o que você deve saber e esperar de cada fabricante. Aproveite, pois não há data melhor para deixar seu PC tinindo do que em um feriado como esse.

Atualize o Windows
A Microsoft libera atualizações para Windows, Office e Internet Explorer toda segunda terça-feira de cada mês – data conhecida como Patch Tuesday. Às vezes, a empresa solta patches de emergência fora dessa rotina.

A melhor maneira de não perder esses updates é configurando seu Windows para baixá-los e instalá-los automaticamente com o lançamento. Mas a Microsoft oferece duas outras opções que podem lhe interessar:

Primeiro, cheque a situação atual de seu Automatic Update no Windows:

1. Vá em Iniciar e clique em Painel de Controle

2. Dependendo do modo de visualização que você usa, faça um dos seguintes passos:

•    No modo clássico, clique em Atualizações Automáticas e depois na aba Atualizações Automáticas.

•    No modo por categorias, vá em Desempenho e manutenção, clique em Sistema e depois na aba Atualizações Automáticas.

A Microsoft aconselha você a permitir que o Windows baixe e instale automaticamente updates recomendados, mas você tem, sim, outras opções.

windowsupdatesauto_350.jpg

Configure as atualizações automáticas
Em alguns casos, você pode querer que uma atualização do Windows não ocorra automaticamente. Já houve algumas vezes em que mudanças no IE ou no TCP quebraram conexões de firewall com a Internet.

Se você prefere esperar um dia ou mais para ter certeza de que não há nada de errado com os últimos patches, escolha a segunda opção de Updates automáticos: você vai baixar as atualizações, mas instalá-las somente depois. Nesse caso, um ícone de escudo amarelo com uma exclamação vai aparecer na bandeja de sistema sempre que seu sistema baixar uma atualização.

Os updates vão ficar em seu computador até que você clique no ícone de escudo amarelo ou até a próxima vez em que você reiniciar o PC. A essa altura, você deverá ver uma caixa de diálogo que dá as opções de uma instalação rápida ou uma customizada. A opção rápida instala exatamente o que a Microsoft forneceu. A customizada permite que você faça escolhas.

Uma terceira alternativa é a de o Windows avisar sempre que novos patches forem disponibilizados, mas sem baixar ou instalar esses updates. Nesse caso, você verá uma lista com cada atualização disponível junto com o nome e as informações sobre o patch.

Você pode desmarcar as atualizações que não quer baixar; a Microsoft vai sugerir todos esses patches rejeitados de novo da próxima vez, ou mesmo quando você checar por novidades (veja abaixo).

windowsupdatenotifyonly_450.jpg

A quarta opção é simplesmente desativar as Atualizações Automáticas. Ao tomar essa decisão, a responsabilidade de checar por atualizações importantes de segurança cai inteiramente sobre quem usa o PC; assim, trata-se de uma opção adequada apenas aos usuários mais disciplinados e conscientes.

Verifique você mesmo as atualizações
A Microsoft mantém dois sites em que você pode achar os patches mais recentes. O Windows Update fornece as atualizações de segurança mais recentes para o sistema operacional da empresa assim como updates para outros produtos da Microsoft.

O Windows Update na verdade se refere ao update.microsoft.com. O site de atualização foi alterado alguns anos atrás após hackers atacaram a URL.

Independentemente de como se chega até lá, o site de atualizações visualizado via Internet Explorer deve “vistoriar” seu sistema (por meio de um componente do ActiveX) e, então, mostrar os updates recomendados e perguntar qual o modo de instalação.

Mas há alguns poréns. Se você usa Firefox, o site Microsoft Update não vai funcionar. Nesse caso, você vai precisar de um add-on da Mozilla que abre convenientemente uma sessão do Internet Explorer.

Se você não quiser rodar o IE, ou se você usa algum outro navegador, acesse o segundo site, o Microsoft Download Center, clique em Download Categories na barra de ferramentas na parte de cima e escolha Windows Security & Updates no menu.

Lá, você vai encontrar várias atualizações que não são específicas para sua máquina – mas se você sabe o que está procurando, vai encontrar na lista.

Evite problemas
Se você viu que um novo Service Pack está disponível para o Vista, mas está em dúvida se seus aplicativos vão funcionar com as atualizações, saiba que há algumas alternativas. Comece ajustando a Atualização Automática do Windows para baixar sem instalar ou especifique para que faça notificação sem nem mesmo fazer downloads.

Quando perguntado sobre o método de instalação, escolha o customizado, desmarque o patch que não lhe interessa e, então, instale o resto do pacote. Você pode ser lembrado de tempos em tempos para baixar os updates restantes, mas você também pode rejeitar.

Se perceber que uma atualização já instalada trouxe problemas, você pode tomar medidas para reverter os danos. Caso você esteja com a Restauração de Sistema do Windows ativada (Iniciar, Todos os Programas, Acessórios, Ferramentas de Sistema), será possível retornar para um ponto anterior à instalação do patch – quando seu sistema funcionava perfeitamente (repare, no entanto, que esta ação também pode desfazer outras alterações recentes que não têm nada a ver com a história).

Outra opção – talvez até mais fácil – é desinstalar o patch. Vá em Painel de Controle, Adicionar e Remover Programas. Marque a caixa na parte de cima, se é que já não está selecionada; a lista de aplicativos instalados que vai aparecer incluirá as atualizações da Microsoft.

windowsupdates_addremovepatches_450.jpg

À medida que você rola a tela para baixo, um grande bloco de updates do Windows vai aparecendo, identificado pelo número da atualização e pela data. Desinstalar o patch com número mais alto (ou data mais recente) deve resolver o problema.

Depois que a atualização não estiver mais lá, o Windows vai tentar reinstalá-la sempre que puder – principalmente se a atualização automática estiver ligada. Para que isso não se repita, mexa no perfil dos updates automáticos (veja acima).

Mesmo que você decida atrasar a instalação de todos os patches, pode ser que algum desses procedimentos não funcione com algum deles. Por exemplo, O Service Pack 1 para .Net Framework 1.1 não instala corretamente para ninguém, não importa quais passos siga. A solução, de acordo com a Microsoft, é remover uma chave de Registro específica; infelizmente, descobrir essa informação às vezes pode ser bem difícil.

Comece colocando a mensagem exata de erro no Google ou em outro site de buscas; os resultados devem incluir pelo menos um artigo no serviço Technet da Microsoft ou no suporte online da empresa.

Em outros casos, você pode querer apenas uma versão nova do Internet Expolorer, o que não exige nenhum patch de atualização. Para isso, visite o Microsoft Update, o Windows Download Center ou o site do IE.

Atualize programas de outros fabricantes
Seu sistema operacional não é o único programa que você precisa manter atualizado. Antigamente, era comum que se procurasse updates de segurança por conta própria.

De uns anos pra cá, no entanto, depois que hackers passaram a visar aplicativos comuns para desktop, fabricantes de software multimídia em particular se aprimoraram em obter seus próprios patches de segurança. Veja como funciona o processo de atualização de programas populares.

Firefox: A Mozilla baixa em silêncio e automaticamente os updates de segurança do seu navegador; o Firefox, então, instala as atualizações da próxima vez que você inicia o browser. Você pode checar por updates sempre que quiser clicando em Ajuda, Verificar atualizações.

iTunes e QuickTime: Sempre que você abre um aplicativo Mac dentro do Windows, a Apple realiza uma rápida checagem e depois avisa sobre as últimas novidades para iTunes e QuickTime.

Você também pode solicitar atualizações clicando em Ajuda, Checar atualizações. De vez em quando, a Apple solta um aviso sobre uma nova atualização de segurança. Nesse caso, uma caixa de diálogo aparece explicando o que está incluso no update.

windowsupdates_appleswupdateii_350.jpg

Infelizmente, a empresa já está conhecida por embutir outras ofertas – como versões para Windows do Safari e do Bonjour – junto com os updates, independentemente de já se ter esses programas instalados. Se você não tiver interesse, é só desmarcar essas opções antes de baixar a atualização.

Flash e Adobe Reader: A Adobe, a exemplo da Apple, oferece updates de segurança assim que são concluídos. Alternativamente, você pode pedir verificar por atualizações no menu Ajuda.

Em geral, você pode esperar que solicitações legítimas da Adobe para instalar novos updates apareçam rapidamente logo que você inicia o Windows; você pode aproveitar a oportunidade e instalá-los.

Java: A Sun recentemente contestou especialistas em segurança que descobriram que versões antigas e inseguras do Java permaneciam em máquinas com Windows mesmo após instalar uma edição mais nova e recente. Com o JRE6 Update 10, a Sun agora passa a remover versões antigas do Java.

Sem o Update 10, você terá que fazer a remoção manualmente (detalhe: nem todos os computadores têm Java instalado; não se sinta mal se seu PC não tem Java).

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail