Home > Notícias

ARM anuncia processador Cortex-A12 para smartphones e tablets

Chips serão sucessores do popular, porém já “idoso”, Cortex A9 e usados em tablets e smartphones custando ente US$ 200 e US$ 350.

Agam Shah, IDG News Service

03/06/2013 às 11h40

Foto:

De olho no “miolo” do mercado de smartphones e tablets, aparelhos com preço entre US$ 200 e US$ 350, a ARM anunciou durante a Computex, uma feira de tecnologia em Taiwan, um processador de baixo consumo chamado Cortex-A12.

Produtos baseados nos projetos da empresa são usados na maioria dos smartphones e tablets no mundo. O novo Cortex-A12 é projetado para substituir o Cortex-A9, um design no qual são baseados os processadores do iPhone 4S, do Galaxy SIII e de muitos outros tablets e smartphones Android. Processadores A12 poderão ter até quatro núcleos, e os primeiros smartphones e tablets equipados com eles devem chegar ao mercado em meados de 2014.

A ARM tem visto um rápido crescimento no mercado de dispositivos móveis com preços acima de US$ 200, e o volume de entrega de smartphones deve chegar a cerca de 500 milhões de unidades até o final de 2015. Com o A12, a ARM espera atender às necessidades deste emergente mercado.

O A12 é mais rápido e mais eficiente do que o Cortex-A9, um projeto que já tem 5 anos de idade. Ele é 40% mais eficiente no uso de energia do que o A9, e 30% mais rápido. Isso significa smartphones com melhor desempenho e maior autonomia de bateria.

A ARM terá de brigar com a Intel, que está entrando agressivamente no mercado de tablets de baixo custo com novos processadores Atom de codinome Bay Trail, baseados na arquitetura Silvermont. A Intel espera que tablets Android equipados com processadores Bay Trail sejam lançados no final deste ano, com preços entre US$ 200 e US$ 399 no exterior.

A ARM não fabrica chips. Em vez disso licencia o design de seus processadores para empresas como a Qualcomm, Nvidia, Apple e Samsung, que estão produzem os chips, muitas vezes modificados de acordo com suas necessidades, que serão usados em dispositivos móveis. A empresa ainda não anunciou nenhuma licenciada para a produção do Cortex-A12.

Em termos de desempenho o A12 está um pouco abaixo do Cortex-A15, que é usado em smartphones e tablets topo de linha, e também em servidores. Os processadores Samsung Exynos usados em tablets como o Nexus 10 e o Galaxy S4 são baseados no Cortex-A15.

A ARM também oferece outros processadores, como o Cortex-A7, para tablets e smartphones com preço abaixo de US$ 200. O A12 pode ser combinado a um A7 em um design que a ARM chama de BIG.little, que mistura núcleos de alto desempenho e baixo consumo para fazer um uso mais eficiente da energia disponível. Nesse caso o A12 tomaria conta de tarefas mais complexas como a reprodução de vídeo em alta-definição e jogos em 3D, enquanto o A7 assumiria o comando durante tarefas mais simples como mensagens de texto e chamadas.

A ARM também anunciou a GPU Mali T622, que pode ser combinada com o processador A12 em smartphones. A empresa também anunciou o decodificador de vídeo Mali V500, capaz de acelerar a reprodução e gravação de vídeo em alta-definição.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail