Home > Notícias

As 10 coisas que mais geram irritação nas redes sociais

Com elas, podemos manter contato com amigos que moram longe ou que não vemos há tempos, mas para isso, pagamos um certo preço.

PC World/EUA

21/05/2008 às 18h56

Foto:

É muito bom manter contato com seus amigos e colegas, mas para isso pagamos o preço de receber spams e pessoas desconhecidas podem ter acesso a nossas informações pessoais.

A mesma pergunta que se costuma fazer para os computadores pode ser feita às redes sociais: a vida é mais fácil ou mais difícil com elas?

Leia também:
> 10 mashups imperdíveis
> Especial: tudo sobre redes sociais
> 25 blogs de tecnologia que você precisa conhecer
> 5 serviços para aproveitar as redes 3G

Para alguns, redes sociais como Facebook, MySpace e Orkut são tão indispensáveis quanto usar o e-mail. Manter esses círculos de relacionamento, entretanto, pode dar trabalho. Selecionamos dez conseqüências desagradáveis desses serviços.

10. Perfis bregas do MySpace
Diferente do Facebook, que tem um design limpo e fixo, o MySpace permite que você decore sua página com imagens de fundo e layouts criativos. Por causa disso, muitos perfis são feios e até ilegíveis.
++++
Felizmente, algumas empresas desenvolveram scripts que editam os exageros do MySpace: um dos melhores é o que ativa ou desativa os itens personalizados do perfil com apenas um clique.

9. A invasão do vírus
Um dos benefícios das redes sociais é que a comunicação entre amigos pela internet fica relativamente protegida contra pragas maliciosas – pelo menos é o que se imaginava. Em 2006,  o Orkut, do Google, foi atingido pelo vírus MW.Orc, que imitava um arquivo de imagem no livro de recados e se propagava por inúmeros perfis, roubando informações pessoais pelo caminho. Tentativas de bloquear esse tipo de vírus foram mal sucedidas e um novo tipo de praga em JavaScript invadiu o serviço em 2007. Obviamente, esse não é um problema exclusivo do Orkut.

8. O careta LinkedIn
Quase qualquer coisa pode ser publicada no MySpace. No LinkedIn, o usuário não tem a mesma liberdade, já que é ele é usado essencialmente para fins profissionais. O serviço poderia ser menos careta e oferecer ferramentas para criação de perfis com algo além de foto e currículo do usuário.
++++
7. Redes sociais móveis: ainda um sonho
O que você acha de receber mensagens instantâneas dos seus amigos, enquanto eles circulam pelos bares e restaurantes da cidade? Apesar de Facebook, MySpace e outros serviços estarem paulatinamente acrescentando ferramentas aos seus sistemas, o padrão de rede social móvel ainda é um sonho.

Primeiro, porque, para dar certo, ela deve existir por meio de várias operadoras. Segundo porque serviços como o Dodgeball exigem que você constantemente avise onde está para que seus amigos consigam encontrá-lo. Enquanto todos os celulares não forem equipados com GPS, é melhor, e mais rápido, telefonar.

6. Ning: muita pornografia
O Ning, que permite que você crie uma rede social especialmente para seus clientes, atraiu a atenção dos internautas porque suas comunidades são mais funcionais do que as criadas por serviços do Google ou do Yahoo. ONGs são adeptas do Ning. Assim como o Second Life, ele hospeda muitas comunidades de pornografia. O Flickr sofre um problema semelhante, mas possui uma ferramenta de filtro que seleciona as pessoas que podem acessar conteúdos impróprios.

5. Eu te conheço?
O Facebook começou como um meio de colegas de faculdade se encontrarem. Agora, a rede é um fenômeno mundial, o que implica maior exposição de dados pessoais. Sem contar os irritantes convites de pessoas que você não conhece – e não quer conhecer.
++++
4. O pesadelo dos spams
Mais chato do que receber convites de estranhos é aturar os muitos spams diários disseminados pelas redes. No Facebook e no MySpace, assim como em outros sites, deve-se estar preparado para receber todo tipo de anúncios ou mensagens inúteis. Pequenas empresas e aspirantes à fama estão usando essa oportunidade oferecida pelas redes sociais para tentarem alavancar seu sucesso – e isso significa spam!

3. Cancelar um perfil pode ser desafiador
Já pensou em cometer um “suicídio” no MySpace, no Orkut ou no Facebook? Isso pode ser mais complicado do que você pensa. Para impedir que as contas sejam apagadas sem a vontade dos seus donos, alguns serviços exigem que você mande uma mensagem formal pedindo o cancelamento do perfil.

Quando eu tentei cancelar minha conta do MySpace, descobri que precisava provar que acessava o e-mail com o qual criei o perfil. Eu não usava mais aquele e-mail e, depois de quatro semanas tentando me livrar do MySpace, tive que mandar para eles uma foto minha segurando um papel, no qual estava escrito meu nome de usuário. Melhor seria se eu apenas tivesse me esquecido de que um dia fiz uma conta no MySpace.

2. Zumbis, piratas e aplicativos irritantes
Aplicativos do Facebook permitem que os usuários compartilhem opiniões sobre filmes, livros, fatos relevantes e outros assuntos, mas, para isso, é necessário instalar cada programa correspondente no seu perfil – isso significa dar acesso a informações pessoais.
++++
A utilidade desses aplicativos é duvidosa, mas há algo irrevogável: eles são campeões no quesito desperdício de tempo. 

Para eliminar todas essas ferramentas do Facebook, você pode instalar o scrip Greasemonkey .

1. Síndrome de participar de várias redes sociais

Meu tráfego de e-mails não melhorou depois que surgiram as redes sociais, ele piorou. Uma mensagem me avisa de que meu irmão me adicionou no Orkut. Outra diz que fulano tem novas fotos. Uma terceira me informa de que uma amiga escreveu uma resenha sobre um livro que eu quero ler. E, como essas, dezenas mais. Com tantos recados e atualizações, às vezes não sei se continuo gostando dos meus amigos.

As principais redes sociais se deram conta dessa frustração e estão começando a oferecer formas de acessar perfis de mais de uma conta por meio de um único site.

É uma boa idéia. Mas nada que me faça suspirar de emoção. Eles devem se conscientizar de que as redes sociais são feitas para facilitar o contato entre amigos, e não confiná-los.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail