Home > Notícias

AT&T acaba com exigência de contrato de dois anos na compra do iPhone

Operadora vende, por preços muito maiores, os modelos de 8 e 16 GB, mas sem a obrigação de todo esse tempo de uso do serviço

Macworld/EUA

20/03/2009 às 11h33

Foto:

Os americanos que estavam incomodados com o fato de, para conseguir seus iPhones, terem  que assinar um contrato de dois anos de compromisso com a  AT&T,  ganharam uma nova opção. De acordo com a Associated Press, a AT&T vai vender, os iPhones de 8 GB e 16 GB por US$599 e US$699 (preço US$ 400 mais alto!), respectivamente, a partir de 26 de março, sem a obrigatoriedade de o cliente ficar dois anos com a operadora.

Macworld já sabia desse plano de venda sem contrato desde julho de 2008, quando o iPhone 3G foi lançado, mas ele não estava disponível até agora. Além de não estar mais atrelado ao contrato de dois anos, consumidores que comprarem o iPhone também podem ativar o aparelho em casa via iTunes, ao invé s de ter que fazer isso em uma loja da AT&T – uma boa opção para quem quer dar um iPhone de presente.

Sem contrato não significa desbloqueado, no entanto – o iPhone ainda vai ter que ser ativado com a AT&T para usar as funções de telefone (ou, se a pessoa quiser usar outra operadora, terá que "hackear" o aparelho, o que já é feito por alguns). Mas isso significa que o serviço com a AT&T será em uma base mensal sem nenhuma multa por cancelamento. Sem a ativação, é claro, o iPhone essencialmente opera como um iPod touch turbinado.

O fato curioso é que, uma vez que a multa por quebra de contrato da AT&T é de apenas US$ 175, fica difícil entender o motivo para não assinar o contrato e depois cancelar a conta. Mesmo depois de multas de ativação e um mês de serviço, a economia ainda é de cerca de US$ 100.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail