Home > Dicas

Atalhos “secretos” revelam recursos interessantes no Windows 7

O sistema da Microsoft é cheio de truques que ajudam a ganhar tempo no dia-a-dia. Largue o mouse e experimente estas combinações!

PCWelt/Alemanha

19/01/2011 às 12h47

Foto:

Estamos nos tempos do “aponte e clique”, do “arraste e solte” e, em determinados sistemas, os comandos podem ser simplesmente ditados. Ainda assim,  muitos recursos do Windows continuam escondidos ou exigem muitos cliques e várias arrastadas. Via voz? Nem pensar. Eles estão guardados atrás de linhas de comando ou de combinações de diferentes teclas. É comum que os programas iniciados a partir da linha de comando tragam uma miríade de opções que são ignoradas nas versões ao alcance do mouse. Acessá-las é uma questão de usar os parâmetros certos, e você não precisa ser programador. 

Quais delas você conhece?

Primeiro passo: a janela do DOS

Vários dos comandos a seguir devem ser executados em uma janela do DOS (ex-"Prompt do MS-DOS"). Para acionar essa janela, clique, ou, melhor, aperte a tecla com o logo do Windows e, no campo “Pesquisar programas e arquivos”, digite “cmd”. Pressione a tecla ENTER e voilá, o que aparece em sua frente na tela é uma janela dos DOS. Para executar os comandos que vamos mostrar, basta digitá-los nessa janela e pressionar ENTER em seguida.

Atenção: siga exatamente as sintaxes (opções de execução que alguns comandos têm), muitos desses programas rodam em modo de administrador de sistema ou dão acesso a áreas “sensíveis”. Cada vez que for executar um comando novo nessa janela, invista alguns minutos pesquisando sobre o comando e suas funções. Se você tem “medo” da janela do DOS, pode inserir os comando diretamente na janela “todos os programas”, no menu INICIAR do seu Windows 7, funciona igual.

Alguns comandos são familiares a usuários do Linux, Mac OS X e outros Unix. A diferença está nas opções e, por vezes, na grafia do comando e nas opções de execução. Um exemplo disso é o comando traceroute (Linux), que no Windows 7 se chama tracert .

Senhas

Um programa para realizar o backup de senhas e de perfis de maneira simples e razoavelmente confiável pode ser iniciado com o comando credwiz. Esse assistente faz uma cópia de todas as credenciais em um arquivo de extensão .cdr. Se, mais tarde, quiser acessar essa cópia de segurança, o usuário precisa ter o Windows Cardspace instalado. Avisamos: Não adianta tentar abrir o arquivo com o bloco de notas, é ilegível. Nada mais justo para um programa que se propões a gerenciar dados confidenciais.

Anotações

Usa uma mesa digitalizadora iguais as da Wacom e outras marcas? Que tal fazer anotações rápidas sem digitar? O Windows 7 trouxe para o desktop um aplicativo que permite anotações com a caneta da mesa digitalizadora. Basta digitar journal lá na caixa de pesquisa do Menu Iniciar. Provavelmente o Windows perguntará se você deseja instalar um driver requerido para usar as funções do programa. Vá em frente, confirme a instalação do driver e veja maravilhado como os dias de digitação estão pertos de acabar... ou não.

Apesar de ser uma bela opção para anotações rápidas, o Journal não exporta o arquivo em formato compatível com editores de texto tradicionais. Ele guarda o conteúdo das notas em formato gráfico. Importar texto de um arquivo do Word é outra opção ainda não disponível no programa. Vale a pena prestar atenção no nome que o Journal escolhe para cada anotação. É possível verificar que o programa interpreta o título dado à nota no campo de edição. Escreva de maneira clara que o Journal não terá problemas em entender sua escrita.

Captura de tela

Se eu soubesse a respeito dessa ferramenta antes, juro que não teria passado minutos de agonia editando telas capturadas no Paint só por não saber selecionar apenas uma parte do que era exibido no monitor. Mas esses dias acabaram, basta usar a "Ferramenta de Captura" (Snipping Tool, o comando é snippingtool).

Assim que o utilitário é iniciado, uma janela pequena se abre e permite que o usuário selecione a área que deseja capturar. O arquivo gráfico pode ser salvo nos formatos .jpg. .png, .gif ou .mht (para abrir no navegador).

Mover, maximizar e minimizar as janelas.

A combinação das teclas do Windows com as setas permite minimizar (win+seta para baixo), maximizar (win+ tecla para cima), mover para o lado esquero (win+esquerda) ou para o lado direito (win+direita) uma janela.

Mostrar área de trabalho

Você pode escolher entre minimizar manualmente todas as 18 janelas abertas, ou clicar na pequena barra vertical exibida no canto direito da barra de tarefas, ao lado do relógio. Uma vez acionada, todas as janelas são minimizadas.

Mas não é preciso clicar. Basta parar o cursor do mouse sobre a barra e em poucos segundos o desktop fica novamente visível. Outro clique e as janelas voltam ao estado anterior. Esse recurso pode ser acionado usando a combinação de teclas “win + d”, caso as configurações de desempenho não permitam a exibição da barra vertical mencionada acima.

Navegar na barra de tarefas

Cansado de clicar 19 vezes na combinação ALT+Tab para alternar entre programas? Experimente a combinação Win + T. Esse atalho permite que o usuário use as setas direcionais para navegar entre os aplicativos minimizados na barra de tarefas. Ao encontrar o programa que deseja “chamar”, pressione ENTER. Para sair do modo de navegação na barra de tarefas, pressione ESC.

Janela de comandos aqui

Já precisou abrir uma janela de comandos em uma pasta distante, entre vários subdiretórios de nomes complicados de digitar? Às vezes é necessário e, no lugar de investir minutos navegando de diretório em diretório com o comando “cd”, é mais fácil segurar a tecla Shift e clicar o botão direito do mouse sobre a pasta que deseja acessar no modo DOS. No menu estará a opção “Abrir janela de comando aqui”. Isso vai abrir uma janela do DOS, exatamente na pasta selecionada.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail