Home > Notícias

Atendimento ao cliente diz que venda do Speedy está suspensa

Call center informa que Anatel proibiu venda do serviço de banda larga por indisponibilidade na rede, até segunda ordem.

Daniela Braun, do IDG Now!

23/06/2009 às 12h38

Foto:

A Telefônica atendeu a determinação da Anatel e interrompeu a venda do serviço Speedy, por tempo indeterminado, a partir desta terça-feira (23/6).  Em contato com o serviço de atendimento e vendas do Speedy, por telefone, às 11h40 de hoje, a reportagem do IDG Now! tentou fechar o pedido de compra do serviço de banda larga iniciado ontem (22/6) - quando a oferta estava disponível mesmo após a publicação da decisão da Anatel no Diário Oficial da União - e foi informada sobre a interrupção nas vendas por tempo indeterminado.

Mais sobre Speedy:
>> Telefônica diz que vai recorrer
>> Usuários comentam decisão no Twitter
>> Procon-SP coleta opinião de usuários
>> Pro Teste: clientes do serviço sem garantias
>> Anatel: decisão impede venda do Speedy

"Referente ao Speedy, por uma razão de indisponibilidade da rede de suporte do serviço Speedy, na data de ontem, a Anatel proibiu, temporariamente, a comercialização do serviço”, disse a atendente Carla F., por volta das 11h40 de hoje.

“A empresa não pode mais estar comercializando [o serviço] a partir da data de hoje. Até ontem estava sendo feita a venda, mas a partir de hoje a empresa não está comercializando, até segunda ordem”, complementou a atendente.

Questionada sobre o prazo de retomada das vendas, a operadora do call center disse não ter previsão. “Assim que a Telefônica conseguir a liberação a gente vai passar a informação para o cliente. Da mesma forma que a empresa informou que não iria mais vender o serviço, quando voltar vai ser informado ao cliente também”.

A decisão da Anatel prevê uma multa de mil reais por assinatura do Speedy vendida, após a publicação de sua decisão no Diário Oficial. Na avaliação dos advogados Guilherme Ieno, da Koury e Lopes Advogados, e Estela Guerrini, do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), a Telefônica deve ser multada por ter mantido as vendas do Speedy na segunda-feira.

A operadora argumentou, em um comunicado na tarde de ontem, não ter sido notificada sobre a decisão da agência reguladora e informou que interromperia as vendas do Speedy a partir da meia-noite de hoje.

Na página principal do site da Telefônica, o aviso "Comunicado Importante Speedy" leva o internauta a um arquivo em pdf no qual a operadora replica o comunicado enviado na tarde de ontem, sobre o encerramento temporário das vendas do Speedy.

O site do serviço Speedy também foi atualizado com um link "Comunicado Importante", que informa os internautas sobre a interrupção nas vendas do serviço. Até as 11h50 desta terça-feira, entretanto, o mesmo link informava que a Telefônica ainda não havia recebido uma notificação sobre a interrupção das vendas do serviço.

"Em razão da instabilidade da rede de suporte ao serviço Speedy, a Anatel determinou a suspensão temporária da sua comercialização. Estamos trabalhando fortemente para que a situação se normalize o mais breve possível", explica a operadora no site do Speedy.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail