Home > Notícias

Atualização do Windows 7 pretende bloquear cópias piratas

Microsoft liberará atualização opcional do Windows 7 que pretende detectar cópias ilegais do sistema operacional.

IDG News Service

12/02/2010 às 11h59

windows_7_seguranca_150.jpg
Foto:

windows_7_seguranca_150.jpgA Microsoft informou na quinta-feira (11/2) que vai soltar para usuários do Windows 7 uma atualização que detecta cópias ilegais instaladas usando mais de 70 diferentes programas.

A atualização para o Windows Activate Technologies (WAT), software anti-pirataria anteriormente conhecido como Windows Genuine Advantage (WGA), será colocado no site de downloads da Microsoft no próximo dia 17 de fevereiro como uma atualização opcional categorizada como “importante”.

>> Microsoft tira do ar correção que gera tela azul da morte no Windows XP 

As versões Home Premium, Professional, Ultimate e Enterprise do sistema operacional ganharão a atualização. “Gostaria de lembrar que a atualização é voluntária, o que significa que você pode escolher se instala ou não quando aparecer a janela do Windows Update”, disse o gerente do grupo de ativação da Microsoft, Joe Williams, em um post no blog Genuine Windows.

Trata-se de uma prática bem diferente da que a empresa adotou em 2006, quando a Microsoft forçou usários do Windows XP a atualizarem o WGA com uma atualização de alta prioridade. Muitos usuários processaram a empresa pelo comportamento, abandonado logo depois.

De acordo com Williams, a atualização do WAT detecta mais de 70 “exploradores de ativação”, termo da Microsoft para o que os usuários denominam “crack”,  processo de roubar chaves para ativar ilegalmente cópias do Windows 7.  Após a atualização estar instalada, PCs rodando cópias ilegais começarão a mostrar um fundo preto. “Máquinas rodando versões legítimas do Windows 7 não verão nada”, disse Williams.

Para o mercado chinês, a Microsoft vai atrasar o lançamento da atualização. A empresa fará uma campanha publicitária explicando os riscos de usar produtos piratas no país antes de liberar a atualização. Cópias piratas do sistema operacional estavam disponíveis online e vendidas em barracas de eletrônicos em Beijing desde semanas antes do lançamento oficial do Windows 7.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail