Home > Notícias

Audi e Disney levam jogos e filmes de realidade virtual para o carro

Experiência de passageiro pode mudar completamente, segundo empresas

Redação

08/01/2019 às 13h44

Audi e Disney levam jogos e filmes de realidade virtual para o carro
Foto: Shutterstock

Imagine correr em uma pista de corrida ao sul da Las Vegas Strip, a principal avenida da cidade dos jogos, nos Estados Unidos, mas totalmente imerso em uma batalha espacial ao lado de Rocket (o guaxinim dos Guardiões da Galáxia) e o Homem de Ferro. No banco traseiro de um crossover do Audi E-Tron, que usa um fone de ouvido de realidade virtual Oculus Rift, Rocket o incentiva a atirar em asteroides e drones rivais.

O jogo chamado Marvel’s Avengers: Rocket's Rescue Ru, é o primeiro produto demo da Holoride, startup na qual a Audi detém participação minoritária. É o resultado do prometido formato de nova mídia da Audi e da Disney, que visa levar realidade virtual aos passageiros de carros.

A experiência de realidade virtual (VR, na sigla em inglês) tem o objetivo de combinar visualmente o que os passageiros sentem ao dirigir. Se o carro vira, acelera ou freia, o ambiente de VR fará a mesma coisa. E a "experiência" - seja um jogo, um filme ou qualquer outra coisa - será ajustada automaticamente para a duração e os movimentos da rota de carro.

A intenção da Holoride, segundo a Cnet, é, portanto, oferecer algo chamado "conteúdo elástico", gerado automaticamente para se adequar a cada jornada. Um filme transmitido no iPad pode ser mais longo ou mais curto do que a unidade real, por exemplo, mas cada uma das experiências da Holoride corresponderia automaticamente à duração de uma rota programada no sistema de navegação do carro.

Além disso, a experiência seria adaptada à rota do carro. Em uma demonstração, os passageiros "veem" uma cidade de cores vivas e e no estilo cartoon, com cruzamentos que combinam com as interseções do mundo real nas quais o carro está passando. Em outro modelo, os usuários "voam" por uma paisagem pré-histórica e viram para a esquerda ou para a direita, sobrevoando dinossauros, enquanto o carro do mundo real passa pela estrada.

Sem monotonia 

A ideia é dar às pessoas algo interessante para fazer quando estiverem viajando como passageiro em um carro, diz Nils Wollny, diretor de negócios digitais da Audi, que também será CEO da Holoride. Isso se aplica inicialmente a carros movidos por pessoas, mas é fácil imaginar esse tipo de entretenimento funcionando bem em veículos autônomos na estrada.

Como as mudanças de rota e altitude de uma rota de navegação pré-planejada são conhecidas, graças aos dados de mapa embutidos no carro, diz o engenheiro da Audi, Daniel Profendiner. O software da Holoride pode ajudar a criar um mundo virtual que corresponda ao real. O motor do jogo pode ser avisado para não colocar um obstáculo digital perto de uma saída da estrada, por exemplo, ou pode ser mostrado quando fizer o jogo girar para a esquerda para combinar com uma curva fechada no mundo real.

Qual a chance de ficar enjoado?

Segundo Wollny as pessoas que a utilizam o sistema combinado têm menos probabilidade de relatar que se sentem enjoadas do que aquelas que simplesmente assistem a um tablet ou telefone. Ele justifica que como as pistas visuais combinam com os movimentos do mundo real do carro, é menos provável ter a sensação de afundamento quando, por exemplo, olha para baixo para ler mensagens de texto.

A Audi relata que testou a tecnologia com pessoas que disseram ter alta propensão a enjoo, levando-as em um passeio de 30 minutos e perguntando como se sentiram depois. Os participantes aparentemente não se sentiam tão enjoados assim. "Isso basicamente resolveu um dos grandes problemas", diz Wollny.

Plataforma aberta

A Audi começou a trabalhar na tecnologia Holoride há cerca de quatro anos e trouxe a Disney a bordo há aproximadamente 18 meses. Mas o objetivo no longo prazo é que seja uma plataforma aberta. Assim, qualquer um poderia produzir conteúdo e poderia funcionar em qualquer carro.

Wollny dá a entender que é possível haver uma espécie de loja de aplicativos em que um usuário pode comprar experiências - filmes, jogos e assim por diante - para o seu dispositivo Holoride. Em seguida, o carro se conectaria ao seu fone de ouvido de realidade virtual com uma conexão sem fio para fornecer informações sobre sua rota e o movimento do carro.

O executivo informa que a Holoride lançará um SDK (kit de desenvolvimento de software) para ser testado até o final de 2019, e planeja lançar o sistema comercialmente no final de 2020 ou início de 2021. É quando, segundo ele, a "próxima geração" dos headsets de realidade virtual estarão disponíveis para levar a tecnologia para o mainstream.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail