Home > Notícias

Austrália começa a testar serviço de ônibus autônomo e paradas inteligentes

Projeto inédito combina o ônibus elétrico Olli e a parada inteligente Matilda, ambos equipados com asistente inteligente do IBM Watson

George Nott, da Computerworld Austrália

20/01/2019 às 19h18

Foto: Divulgação/Local Motors

A cidade australiana de Adelaide começou um teste de seis meses que combina um ônibus autônomo e dois pontos inteligentes autônomos de trânsito. O teste está usando um ônibus elétrico para oito pessoas chamado Olli - feito pela norte-americana Local Motors - percorrendo uma rota de um quilômetro de um bairro da cidade ligada por duas paradas de ônibus autônomos batizados de "Matilda", desenvolvidos pela Local Motors e empresa sul-australiana SAGE Automation.

As paradas são equipadas com telas touchscreen interativas e ganham inteligência por conta de um assistente virtual baseado do computador cognitivo IBM Watson. O ônibus e os pontos inteligentes comunicam-se entre si e podem responder às perguntas dos passageiros, estimar tempos de espera precisos, recomendar destinos locais e fornecer atualizações sobre o clima.

"A inteligência de Olli e Matilda é o resultado de uma série de sensores no ônibus, no ponto de ônibus e ao redor da rota. O IBM Watson Assistant extrai e analisa grandes quantidades de interações e dados em milissegundos. As informações aos passageiros são compartilhadas usando sistemas de computação cognitiva baseados em nuvem ", segundo informação da IBM.

Tecnologia inclusiva

As paradas Matilda alimentadas por energia solar também podem se comunicar com os deficientes auditivos, respondendo à linguagem de sinais usando aprendizado de máquina e recursos de reconhecimento de imagem, e respondem mostrando na tela um avatar de uma pessoa fazendo os sinais de comunicação.

"Este tipo de teste de tecnologia integrada nunca foi feito em qualquer lugar do mundo antes, e esperamos oferecer às pessoas uma experiência interativa personalizada, incluindo atualizações de viagem em tempo real e assistência de rota através da Matilda", diz o CEO da SAGE, Adrian Fahey.

Adelaide está se tornando rapidamente a cidade de trânsito sem motorista da Austrália, graças em parte ao fundo do Future Mobility Lab do governo da África do Sul, criado em novembro de 2016 para impulsionar o desenvolvimento local da tecnologia de veículos autônomos. Há outros projetos acontecendo, como o uso de três ônibus elétricos sem motorista no Aeroporto de Adelaide para transportar passageiros entre o estacionamento e o terminal e em duas comunidades residenciais para idosos.

"Estima-se que 15% da população mundial enfrenta algum tipo de deficiência, incluindo muitos que nunca saem de casa devido a dificuldades de transporte. Ao colocar tecnologia inteligente, ou IA, no transporte autônomo, poderemos enfrentar os desafios de acessibilidade e oferecer independência às pessoas com problemas de mobilidade", disse David La Rose, diretor administrativo da IBM Austrália e Nova Zelândia.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail