Home > Dicas

Backup: cinco passos cuidar dos seus dados adequadamente

Traçar uma estratégia de segurança para suas informações é o primeiro passo para evitar ficar na mão quando mais precisar delas.

Melissa J. Perenson, da PC World/EUA

12/01/2009 às 17h25

bkp_oque_precisa_150.jpg
Foto:

bkp_oque_precisa_150.jpgTodo ano é a mesma coisa: você promete  cuidar melhor de seus dados e implementar rotinas de backups mais eficientes. No entanto, a vida segue e é muito provável que as boas intenções tenham sido exatamente isso: apenas boas intenções.

Mas, diferentemente de outras decisões de ano novo, a negligência com um dos pilares da tecnologia - as informações e sua integridade - pode acarretar prejuízos incalculáveis. E não pense o usuário comum que backup é uma preocupação que apenas empresas ou quem usa o PC profissionalmente deve ter.

Em casa também - De acordo com a Consumer Electronics Association, o computador de um adulto norte-americano comum com acesso à internet possui uma média de 1.800 arquivos digitais armazenados.

Nesse acervo, estão documentos, fotos, músicas, vídeos e tudo o mais que se possa imaginar. A popularização do compartilhamento de conteúdos multimídias combinada a um maior acesso a conexões em banda larga tendem a ampliar esse número rapidamente.

Confira, a seguir, o que você precisa para facilitar seus backups. Verá que diversas opções levam a um mesmo resultado. O seu desafio é saber escolher aquelas que se encaixam melhor ao seu perfil.

1. Elabore um plano de backup
Qualquer projeto, por mais simples que seja, necessita ser detalhado para garantir que nenhum ponto importante fique de fora. Pense no básico:

Classifique seus arquivos:
Reflita sobre suas necessidades de backup e veja quanto de seus dados são “online”, isto é, a parcela de seu acervo de documentos no qual você trabalha e que está sempre sofrendo alterações, e quanto é material estático, na realidade documentos que não passam mais por alterações.

A primeira categoria incluir, por exemplo, a coleção de músicas em MP3 e seus documentos do trabalho; na segunda, estão fotos digitais e relatórios financeiros, por exemplo.

Separe tudo:
A disposição física e lógica dos dados em seu disco rígido afeta a estratégia e até mesmo o desempenho das cópias de segurança. Por isso, avalie seus hábitos e considere definir claramente guardá-los.

Utilizar mais de um HD, se for possível, e use partições no disco rídigo. Distribua os dados conforme o tipo de utilização. Um drive pode conter apenas seu conteúdo multimídia; um outro, documentos (World, Excel, PDF); um terceiro para suas fotos; outro para suas aplicações. Na hora do backup, fica fácil configurar o aplicativo para fazer cópia de segurança apenas do que é necessário.

Tipo de backup:
Provavelmente, você vai optar por uma estratégia que englobe vários dispositivos e serviços, escolhidos dentre flash drives USB, discos rígidos externos, armazenamento para redes e backup online.

Vários dispositivos de hardware agora incluem um utilitário de backup como item básico; mas se você vai de fato achar o serviço útil vai depender, em parte, do tipo de backup que tiver escolhido.

Nos passos 2 até 5, iremos identificar algumas das melhores tecnologias para ajudá-lo com seus backups – e em quais situações essas soluções são mais adequadas.

Leia também: 
> Automatize o backup
> Como fazer backup do registro do Windows
> E-mail também precisa de backup
> Faça backup do que realmente precisa ser protegido

2. Organize seus arquivos
Vários programas – incluindo aqueles já tradicionais que disponibilizamos – localizam tipos específicos de arquivos em seu disco rígido e fazem backup desses documentos com base nas suas orientações.

Elas ajudam a elaborar uma estrutura organizada para os arquivos em seu HD – assim você sabe exatamente por onde começar quando já tiver uma rotina de backup consolidada, ou mesmo se for seguir os passos de manual para fazer backup.

3. Experimente os backups automáticos
Vamos ser francos: às vezes, decidir o que será alvo de backup e onde isso será feito torna o processo exaustivo. E apesar de reconhecer isso não negar a necessidade dos passos 1 e 2, tem horas que você quer que tudo seja salvo sem necessidade de nenhum esforço do cérebro.

clickfree_180Uma série de dispositivos faz com que começar um backup seja algo muito simples. Dentre os mais conhecidos, está o Clickfree Portable Backup Storage Appliance (imagem), que torna backups algo muito simples.

Conecte este drive USB de 320 GB (que sai por 180 dólares) a seu PC com Windows e ele vai copiar seus arquivos, inclusive suas músicas, imagens e e-mails. Os pacotes de software inclusos funcionam assim que você espeta o disco no PC; o programa suporta até 350 tipos de arquivo distintos.

Você pode configurar alguns itens ou deixar que ele faça tudo sozinho. O disco pode cuidar de até 20 PCs, e para fazer restauração, é só apertar  o botão Restore; o software embutido no drive vai retornar os dados para sua locação original.

Se você só tem dados suficientes para encher um ou dois DVDs, a Clickfree vende esse tipo de discos com esse mesmo programa de backup neles. E o utilitário HP SimpleSave Photo usa uma versão do software com a marca da Hewllet-Packard nesses discos.

O Rebit Disk Drive Backup é ainda mais simples. Instale o drive (disponível com a capacidade de 500 GB por 220 dólares) dê permissão ao programa para fazer backup e ele ficará protegendo seu PC constantemente. A empresa também oferece agora um software fácil de usar em CD, para utilização com um HD externo; o CD custa 50 dólares no site da fabricante.

O software Memeo's Autobackup e o Shadow da NTI estão são aplicativos concorrentes que você pode comprar para backup em tempo real; eles podem exigir mais intervenção da sua parte, no entanto.

Leia também: 
> Alternativas baratas para backup
> Organize as pastas do Windows e agilize o backup
> Soluções de backup para PCs sem portas USB

4. Utilize um Flash Drive
Flash Drives USB estão em todos os lugares, e hoje em dia 4 GB é o mínimo de espaço que oferecem, e não mais o teto. As capacidades maiores – 16 GB, 32 GB ou mais – estão se tornando cada vez mais comuns.

As vantagens de se usar um flash drive podem ser muitas. Você pode armazenar seus arquivos – talvez tanto seus documentos vitais e arquivos multimídia – em um drive do tamanho de seu dedo indicador, mantendo seus dados sempre perto de você, em seu bolso ou chaveiro.

Diversos drives oferecem proteção por criptografia e senha; outros incluem utilitário de sincronização de arquivos. O SanDisk Cruzer Titanium Plus vai além ao permitir que você sincronize o drive com armazenamento baseado em web.

A SanDisk surpreendeu com seu mais novo produto, apresentado na CES 2009: o SanDisk UltraBackup USB Flash Drive. O dispositivo é aguardado para abril nas capacidades de 8 e 64 GB.

Ele possui um conector USB retrátil que desliza, assim você não precisa se preocupar com tampas nem cabos. O software integrado não requer instalação; em vez disso, ele pergunta quais tipos de arquivo o usuário quer salvar. Um botão no flash drive também permite iniciar um backup.

O problema dessa solução: elas podem ser perdidas ou até quebradas. Pense nisso.

webroot_1805. Envie dados para um serviço online de backup
Backup online faz sentido em algumas situações, mas não em outras. Sem dúvida, serviços baseados em web, como o Webroot Secure Backup (imagem), oferecem redundância de espaço, de forma que seus dados ficam protegidos contra desastres naturais imprevistos (como enchentes, terremotos ou incêndio).

Mas backup online pode não ser apropriado se seus dados medem algo da ordem dos gigabytes, ou mesmo terabytes (sim, amantes da fotografia digital e viciados em música, estamos falando de vocês).

Criadores de conteúdo que precisam de altas capacidades podem preferir deixar seus dados em drives NAS e discos rígidos localmente (ou em discos localizados em sites alternativos) em vez de ter que lidar com as altas taxas dos serviços web de backup.

Isso posto, muitos sites oferecem backup online gratuito - como o Mozy.com e o Fabrik.com, por exemplo. Esta quantidade é mais que suficiente para documentos básicos do Word e Excel, arquivos PDF e apresentações do PowerPoint. Para seus arquivos que ainda estão em constante uso, armazenamento online pode ser tanto conveniente (baixe-o sempre que houver uma conexão Wi-Fi) e barato.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail