Home > Notícias

Banda larga impulsiona adoção de trabalho remoto, mostra estudo

TIC Empresas 2008 mostra que 21% das empresas oferece algum tipo de facilidade parao trabalho remoto dos funcionários.

Guilherme Felitti, editor-assistente do IDG Now!

28/04/2009 às 13h54

Foto:

A possibilidade de funcionários trabalharem remotamente vem crescendo entre empresas brasileiras impulsionada pela popularização da banda larga. Este é um dos resultados obtidos pelo TIC Empresas 2008, estudo divulgado nesta terça-feira (28/04) pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

Segundo o estudo, um quinto (21%) das empresas entrevistadas que contam com computadores oferece infraestrutura, como acesso ao e-mail corporativo ou à intranet, para o trabalho remoto de seus funcionários.

Os números do levantamento mostram que 94% das 3,5 mil empresas com mais de 10 funcionários ouvidas entre outubro e novembro de 2008 possuem computadores em suas instalações - um aumento de 6 pontos porcentuais na comparação com a edição 2006 da pesquisa, quando 15% das empresas admitiram contar com a estrutura. Na TIC Empresas 2007, a questão havia sido retirada.

Alexandre Barbosa, coordenador do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), explica que o número não significa necessariamente que mais funcionários estão trabalhando de suas casas, mas prova uma tendência alimentada principalmente pela melhoria da infraestrutura de banda larga no país.

Segundo Barbosa, o entendimento corporativo dos benefícios do trabalho remoto está mudando, o que em um terceiro momento implicará aumento direto da quantidade de funcionários que trabalham longe do escritório.

Os dados do NIC.br deixam claro como o trabalho remoto é real em empresas de maior porte e um fenômeno ainda em lento desenvolvimento entre as demais.

Entre as companhias com 250 ou mais funcionários avaliadas, 58% afirmaram oferecer o benefício aos funcionários. O número, por outro lado, entre as que têm até 49 funcionários é mais de três vezes menor (18%).

A tendência é sentida com maior impacto em segmentos como o imobiliário, onde 35% das empresas já contam com a estrutura, transporte, comunicações (ambas com 27%), alimentação (25%) e construção (22%), segundo a pesquisa.

A TIC Empresas 2008 pode ser consultada na íntegra no site do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br).

pcw_logo_twitter_73.jpg
> Siga PC WORLD no Twitter em http://twitter.com/pcworldbrasil

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail