Home > Notícias

Banda larga móvel da Oi está de olho nas pequenas e médias empresas

Roberto Guenzburger, diretor da operadora, diz que 50% dos negócios do segmento de SMB não têm acesso à internet em banda larga.

Fabiana Monte, editora-assistente do COMPUTERWORLD

23/04/2009 às 19h28

Foto:

A Oi acredita que o mercado de pequenas e médias empresas é o que apresenta maior potencial de crescimento de serviços de banda larga móvel, dentro do segmento corporativo.

De acordo com Roberto Guenzburger, diretor de segmentos da operadora, com o lançamento dos serviços de terceira geração da Oi em São Paulo, 50% dos negócios do segmento de SMB (Small and Medium Business) não têm acesso à internet em alta velocidade, o que, para o executivo, demonstra o potencial mercado do segmento.

"Vamos trabalhar com ofertas e produtos diferenciados para esse público, tanto para o empresarial [SMB], quanto corporativo [grandes empresas], com pacotes convergentes, por exemplo", diz.

A falta de cobertura 3G no Estado com maior número de empresas do País deixava a Oi em desvantagem em relação a outros players com atuação em São Paulo, no que diz respeito à prestação de serviços para o mercado corporativo. Além disso, a empresa ficava de fora da disputa pelo mercado de banda larga móvel - atual menina dos olhos das operadoras de telefonia celular devido a seu expressivo crescimento nos últimos meses.

Com o 3G, a operadora passa a poder oferecer a pequenas e médias empresas de São Paulo pacotes convergentes, reunindo serviços de banda larga, voz fixa e móvel, nos moldes do que está disponível no Rio de Janeiro e em outros Estados. "Temos uma série de oportunidades de trabalhar como backup para clientes que já têm serviços de dados conosco", aponta Guenzburger.

Para as grandes corporações, a operadora já oferecia serviços completos e mais sofisticados, como VPN (Virtual Private Network), graças à compra da rede da Pegasus, em 2003. O gap existia, de fato, para o mercado de SMB, com a falta de uma oferta de banda larga. "Nas pequenas e médias nossa oferta era mais focada, tradicionalmente, em voz móvel, porque para esse nicho precisa de uma capilaridade maior do que a rede da Pegasus oferecia", justifica o diretor da Oi.

As ofertas de banda larga móvel para o setor corporativo são as mesmas apresentadas para o varejo: 300 Kbps, 600 Kbps e 1 Mbps, mas os preços são diferentes, variando em função do bundle de serviços contratado.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail