Home > Notícias

BeagleBoard lança computador diminuto por US$ 45

Batizada de “BeagleBone Black”, máquina foi projetada para concorrer com o popular Raspberry Pi.

John P. Mello Jr, PCWorld EUA

24/04/2013 às 11h27

Foto:

Há um novo computador de baixo custo no mercado, projetado para concorrer com o popular Raspberry Pi. A máquina, batizada de BeagleBone Black, foi anunciada nesta terça-feira pela BeagleBoard.org e não só é mais poderosa que a geração anterior, como custa a metade do preço de sua antecessora: apenas US$ 45.

O preço, além das melhorias no poder de processamento e memória disponível, tornam o aparelho um bom concorrente ao Raspberry Pi, que custa de US$ 25 a US$ 35 dependendo da configuração. “Estas máquinas são maravilhosas para os hackers”, disse o entusiasta Matt Richardson, do Brooklin, em Nova Iorque, à PCWorld. “Com o novo preço não é necessário se preocupar em trocar computadores entre projetos”, explicou.

“Anteriormente era necessário tirar uma placa de um projeto para reutilizá-la em outro porque não era possível arcar com os custos de três ou quatro delas”, disse ele. “Agora que o preço está mais baixo, é possível dar a cada projeto sua própria placa”. Além disso, não é preciso se preocupar com erros. “Quando as placas eram mais caras, era difícil ser ousado”, disse Richardson.

“Se você tem uma placa de US$ 100, pode ficar com medo de experimentar algumas coisas porque, se danificá-la, terá um prejuízo de US$ 100”, continuou. Mas quando você tem uma placa barata, você começa a se sentir mais aventureiro ao experimentar com ela”.

O que há na BeagleBone Black?

O BeagleBone Black é montado em uma única placa medindo 8.6 x 5.3 cm, e usa um processador single-core Sitara AM3359 da Texas Instruments, rodando a 1 GHz e baseado na arquitetura Cortex A8. “Dá pra rodar coisas como o Ubuntu”, disse Jason Kridner, co-fundador da BeagleBoard.org.

O aparelho tem 2 GB de memória interna para o sistema operacional, 512 MB de RAM DDR3 e é alimentado através de uma porta USB. Há interfaces USB, Ethernet (rede cabeada) e HDMI, e o BeagleBone pode ser facilmente conectado a acessórios como um teclado, mouse e monitor externo.

beaglebone-360px.jpg
BeagleBone Black

Quem gosta de experimentar também encontrará muita flexibilidade, com 65 linhas de I/O digital, sete entradas analógicas e acesso a uma variedade de periféricos analógicos e digitais. O BeagleBone também é um computador totalmente Open Source. Assum como software Open Source, os projeto do hardware pode ser reaproveitado em usos comerciais sem a preocupação com o pagamento de royalties ou licenças. “Isso faz com que o computador se destaque”, disse Kridner. 

“Não só ele é mais barato, como não há barreiras quanto ao que você pode fazer com ele”, disse ele. E como o sistema vem com uma distribuição Linux instada, “você pode começar a desenvolver em menos de um minuto”.

Desde sua introdução as placas da BeagleBoard vem sendo usadas em inúmeros projetos, entre eles a criação de impressoras 3D ou como basea para veículos de exploração submarina para caça a tesouros. Elas também foram usadas em projetos de robôs. Mais informações sobre a BeagleBone Black estão disponíveis no site BeagleBoard.org.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail