Home > Notícias

Beta de ferramenta Microsoft permite rodar aplicativos velhos no Vista

Esta é a primeira versão pública do Enterprise Desktop Virtualization que promete resolver problema dos softwares legados.

Elizabeth Montalbano, do IDG News Service

16/01/2009 às 12h20

Foto:

A Microsoft informa que está liberando download da primeira versão pública do Microsoft’s Enterprise Destkop Virtualization (MED-V), ferramenta que promete resolver uma das dores de cabeça das empresas que deseja adotar o Vista em seus computadores: possibilitar que aplicações desenvolvidas para outras versões do Windows continuem a ser executados no novo sistema operacional.

Como o MED-V, software legados, criados tanto para o Windows 2000 quanto para o XP, poderão rodar em máquinas com Vista por meio de técnicas de virtualização, segundo post publicado no The Official MDOP Blog.

“Nossa meta primária é entregar às empresas uma solução de virtualização que resolva os problemas de compatibilidade, enfrentado pelas equipes de TI, para que aplicações legadas continuem funcionando mesmo após a migração para um novo sistema operacional (como o Windows Vista)”, diz o post de Ran Oelgiesser, gerente de produtos sênior que trabalha no projeto.

O post diz ainda que “[com] o MED-V 1.0, pode-se facilmente criar, entregar e gerenciar de forma centralizada ambientes virtuais de Windows XP e 2000 (baseados no Virtual PC 2007 da Microsoft) e permitir que os usuários executem aplicações legadas em sistemas com o Vista”.

Leia também: 
> Virtualização é realidade também nas pequenas e médias empresas

Barreiras derrubadas – Oelgiesser diz ainda que o MED-V elimina a necessidade de testar ou migrar aplicações até então incompatíveis com a plataforma Vista. O resultado é uma significativa redução de tempo e de recursos necessários para que as empresas possam utilizar aplicações legadas em seus negócios.

O MED-V está disponível para download na página da Microsoft Connect.

Espera-se que a versão final do software esteja disponível ainda em 2009. A Microsoft adquirir a tecnologia MED-V quando fechou a comprar da Kidaro, em maio do ano passado.

Na realidade, a tecnologia agora está incluída em um pacote maior de software denominado Microsoft Desktop Optimization Pack, que inclui diversas aplicações de virtualização resultantes de aquisições feitas pela empresa (Softricity, AssetMetrix, Winternals Software e DesktopStandard).

A Microsoft tem feito grandes investimentos em tecnologias de virtualização para desktop como forma de minimizar problemas de incompatibilidade especialmente causados pela introdução do Windows Vista.

Tais problemas levaram muitas empresas a não migrarem para o novo sistema operacional, mantendo seu parque de computadores rodando o Windows XP até a liberação do Windows 7, ou até que uma solução de software viável possa endereçar adequadamente estes problemas.

O Windows 7 Beta foi liberado na semana passada e existem rumores de que o sucessor do Vista esteja disponível entre agosto e setembro deste ano. A Microsoft, porém, não confirma nenhuma para o lançamento do sistema operacional.

As primeiras análise do Windows 7 dão conta de que o software está mais estável, é mais rápido e apresenta segurança superior à do Vista. Além disso, o sistema operacional traz melhorias na interface com o usuário.

Especula-se, também, que a Microsoft poderia não cobrar pelo Windows 7, ou cobrar uma licença mais barata, já que tais melhorias eram esperadas para o Vista, que não as entregou.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail