Home > Notícias

Bill Gates: 18 profecias sobre o futuro da tecnologia da informação

Internet móvel, anúncios interativos, fenômeno das mensagens instantâneas e banda larga são algumas visões futurísticas de Gates.

IDG News Service/ EUA

24/06/2008 às 17h30

Foto:

SELO_PEQUENO.jpgEm muitas de suas declarações, Bill Gates ofereceu sua própria visão do futuro. Nos últimos anos, o executivo prestes a se aposentar da rotina diária da Microsoft lançou profecias sobre tecnologia e também sobre a erradicação de doenças e da pobreza.

Gates tem falado muito sobre como as pessoas interagirão cada vez mais com os dispositivos digitais. Muitas de suas previsões não se concretizaram, mas por outro lado, muitas se aproximaram da realidade.

Mais sobre Bill Gates:
> 10 momentos marcantes da carreira de Bill Gates
> A era de ouro da Microsoft acabou?
> Ouça: o legado de Gates e a nova cara da Microsoft
> Como será o futuro da Microsoft sem o fundador?
> Gates e Jobs: o que seria de um sem o outro?
> Fim da era Gates abre período de sucessões
> Linha do tempo: história de Gates e da Microsoft
> Vídeos: os melhores momentos de Gates
> Imagens: Windows na era Gates
> Fotos: a trajetória de Gates

Confira abaixo as 18 principais profecias de Gates nos últimos anos.

“Certamente a internet terá vários dispositivos conectados a ela, como os telefones. Há fatores ligados à forma que serão populares e vão exigir a reconfiguração do PC. Um deles é o dispositivo móvel que, graças ao tamanho da tela, custo e duração da bateria, exigirá mudanças no sistema operacional e nos aplicativos. Vejo um grande progresso ocorrendo. Apresentamos, recentemente, um PC de bolso que usa o Windows CE - e há vários fabricantes criando este tipo de máquina.” - Comdex, 19 de novembro de 1996, em Las Vegas (EUA).

“A internet traz vários desafios. As pessoas podem ver a web como metade de um copo cheia de água. Com textos falando coisas tão mavarilhosas sobre a internet, será que ela é tudo isso que as pessoas dizem que é? Acho que em três anos, a web ainda terá defeitos. Para realmente entendermos esta rede, é preciso pensar nela, daqui a 10 ou 20 anos, quando as pessoas a usarão em suas atividades diárias.” - Comdex, 1996.
++++
“A internet não será mais ou menos fora da Lei do que outras áreas. Os criminosos na vida real serão criminosos na web. A polícia precisa, então, ser mais sofisticada, pois assim que a internet amadurecer, estas coisas aparecerão.” - Massachusetts Institute of Technology, 30 de maio de 1996, em Massachusetts (EUA).

“Eu acho que os PCs serão mais baratos. O mercado terá que baratear as máquinas, chegando até aos 500 dólares. Isso pode ser feito. O mercado sempre tem uma escolha, e quando se tem muita inovação, é possível usá-la para ter uma máquina mais poderosa pelo mesmo preço ou a mesma máquina que você possui agora, por um preço menor. Muitos já ofereceram PCs mais baratos, mas não venderam bem porque o mercado, até agora, opta por maior inovação pelo mesmo preço.” - Universidade de Harvard, 29 de maio de 1996, em Massachusetts (EUA).

“Duvido que, em 10 anos, os jornais impressos serão totalmente diferentes do que são agora. Provavelmente eles terão mais URLs e mais assinantes que pedem materiais por e-mail. Os jornais terão os e-mails de boa porcentagem dos assinantes e chegarão a um ponto em que é melhor que sua receita online sustente mais do que seu custo marginal. É melhor sustentar parte dos custos básicos do negócio ao chegar neste ponto. Mas não acho que um jornal impresso será substancialmente diferente do que é hoje. Tudo que você cria lá será usado eletronicamente para se ganhar dinheiro.” - Newspaper Association of America, 29 de abril de 1997, em Chicago (EUA).

“Em algum momento, nos próximos 10 ou 20 anos, você poderá falar com seu computador e ele te entenderá. Então a máquina não será só um teclado e mouse.” - National Governors' Association, 30 de julho de 1997, em Las Vegas (EUA).

“O dispositivo que você tem em sua sala de estar pode ainda ser um televisor, mas será diferente da TV atual. Hoje, você recebe transmissões e assiste quando elas vão ao ar. No futuro, com a internet e os vídeos online, além de baixo custo de armazenamento, será possível gravar arquivos em um disco e assisti-los quando você quiser. Também haverá interatividade. Se um anúncio te atrai, você pode pedir que a TV lhe mostre mais informações sobre o produto. Os anúncios serão mais focados, porque mostrá-los para a audiência correta será muito barato no contexto digital.
++++
Com as TVs, que hoje ficam longe do usuários, será possível jogar games e conversar, pois elas estarão conectadas à mesma rede do PC - a máquina que fica perto do usuário. A tecnologia da TV e do computador, então, serão muito parecidas, com diferenças apenas no tipo de tela e periféricos conectados. Toda a informação será comum aos dispositivos.” - Entrevista com David Frost, 24 de março de 1999.

“Eu diria que, hoje, a porcentagem da população que trabalha ou vive online é menos de 10%, mesmo nos Estados Unidos. Mas acredito que este número crescerá absurdamente. Nos próximos cinco anos, a maioria das pessoas terá um ‘estilo de vida online.’”- Digital Nervous System - Enterprise Perspective, 24 de março de 1999, em Nova York (EUA).

"Não há nada pré-determinado dizendo que o tamanho do computador tenha de ser grande. Isto é só um inconveniente. É um artefato do hardware. No final das contas, vamos caracterizar os computadores realmente por apenas duas características: o tamanho da tela e se é um dispositivo portátil conectado a redes wireless ou se é um dispositivo conectado que concentra toda a banda que você tem por uma conexão fixa. Então qualquer tamanho entre uma coisa que apenas envia uma imagem para a sua retina, apenas fazendo parte de seus óculos, até algo que é um relógio de pulso, ou um dispositivo que cabe no bolso, até o seu desktop, onde você terá uma tela que mede 3 pés por 3 pés, cada um destes [formatos] será uma opção." - MIT, 13 de abril de 1999, Boston (EUA).
 
"Não há exatamente um problema como o Bug do Milênio, a nossa frente. Da forma como as datas estão sendo corrigidas agora, as pessoas poderão seguir dezenas de milhares de anos sem que uma data específica apresente um problema computacional. Mas há outras coisas, como o problema dos vírus, que precisamos colocar como prioridade para minimizar o rompimento que estas coisas causam." – Discurso para  a Junta do Comitê Econômico do Congresso dos Estados Unidos, 15 de junho de 1999.

"O PC, embora ainda não pensemos em ter isso hoje, terá um microfone e uma câmera como padrões. O comunicador instantâneo, que provavelmente as pessoas nesta sala usam pouco, é um fenômeno incrível entre os adolescentes. A idéia de que basta disparar uma breve mensagem, ver quais amigos estão online, em um tipo de comunicação em tempo real, de fato, será valorizada por todas as faixas etárias, e mesmo em ambientes de negócios." - Microsoft CEO Summit, 24 de maio de 2000, em Redmond, Washington (EUA).
++++
"No final da década, a maioria dos países desenvolvidos terá a maior parte de suas residências conectada em banda larga, e acho que o número de serviços que acompanharão o acesso rápido surpreenderá a todos nós." - ITU Telecom World 2003, 13 de outubro de 2003, em Genebra, na Suíça.

"Mesmo o telefone móvel terá capacidade de se projetar em uma grande superfície. Então se você quiser ler uma grande quantidade de informações, sim, o celular pode se conectar por Bluetooth, ou por outros meios, a outro computador, mas também poderá ter essa simples funcionalidade de projeção, estes displays de laser, e algumas destas diferentes formas pelas quais os equipamentos de telas funcionam. Ele não vai nos trazer apenas alta resolução, mas nos trazer telas que estão nas paredes, no teto, qualquer lugar. Então quando as crianças pensam em seus quartos, poderão personalizá-los do jeito que quiserem, até que os pais cheguem, quando imediatamente a parede será personalizada de uma forma diferente." – Universidade de Washington, 25 de abril de 2008, Seattle (EUA).

"Com o tempo, o PC não vai se parecer em nada com o que é hoje. O tamanho será apenas a tela, do tamanho de um tablet, que você pode conectar a uma rede ou carregar por aí como na moda wireless. Nós teremos muita simplicidade. Todas estas mensagens de erro, que são tão ocultas e meio que deixam você desnorteado, têm de desaparecer. Por que a máquina não pode ser capaz de se auto-administrar? Se você encontra um erro, por que não fazer com que todos os softwares conectados à internet busquem e identifiquem o que está errado? E, se necessário, um humano é contatado e poderá olhar a sua tela e ajudá-lo. E então você pode, virtualmente, ficar satisfeito porque estará sempre conectado a um especialista, tanto um software como um humano. Na verdade, você poderá guardar todas as suas informações. Então, se o seu PC falhar você nunca perderá nada, ou se for a qualquer outro lugar, aquelas informações estarão lá na Internet. Qualquer dispositivo que temos vai conectá-lo, identificá-lo, e a informação estará disponível para você." - Lançamento do Windows 98, 25 de junho de 1998, São Francisco.
++++
"Minha filha não sabe o que é um disco [de vinil]. Eu sempre penso em ir atrás de algum para mostrar a ela, mas é difícil encontrá-los hoje em dia. Muito em breve, coisas como a agenda de telefones e uma enciclopédia impressa serão igualmente antiquados." – Universidade de Stanford, 19 de fevereiro de 2008, Palo Alto, Califórnia (EUA).

"O Spam será coisa do passado em dois anos." - Fórum Econômico Mundial, janeiro de 2004, Davos, Suíça.
 
"Acho que a próxima década será a maior. Esta é a década onde seu envolvimento com a computação será impregnante – de leituras a reuniões, em todos os aspectos.” - Microsoft CEO Summit, 23 de maio de 2001.

"Não vejo um momento no futuro em que eu não seja o chairman da companhia. Quero ter essa associação por toda a minha vida." – conferência para a imprensa anunciando planos de aposentadoria, 15 de junho de 2006, em Redmond, Washington (EUA).SELO_VOLTAR.jpg

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail