Home > Notícias

Bing filtra resultados de buscas em mandarim, revelam testes

Termos relacionados à política da China como 'Tiananmen' não aparecem em resultados do Bing no idioma chinês simplificado.

IDG News Service/China

25/06/2009 às 8h43

Foto:

A nova ferramenta de busca da Microsoft, o Bing, filtra alguns resultados sensíveis em buscas realizadas em mandarim simplificado - o script usado para escrever o idioma da china.

Testes realizados nesta quinta-feira (25/06) revelaram que a filtragem parece acontecer nas buscas feitas tanto dentro quanto fora da China. Uma busca pelo termo "Tiananmen", em inglês, retornou as famosas imagens de tanques de guerra na praça da Paz da Paz Celestial em 1989, durante os protestos pró-democracia.

Tais resultados apareciam em textos em inglês ou em caracteres chineses tradicionais - que são usados em Hong Kong e Taiwan.

As imagens, no entanto, não apareceram na mesma busca feita em chinês simplificado. Grandiosas fotos do portão Tiananmen conduzindo à antiga Pequim imperial encheram a página.

Os resultados de busca também parecem ter sido bloqueados para outras palavras de cunho político. O termo “Falun Dafa” nome de um movimento espiritual, também conhecido como Falu Gong, banido na China como separatista, retornou páginas da web em inglês e  no idioma chinês tradicional, mas não em mandarim simplificado.

Assim como na versão local do Google (google.cn), o Bing parece também filtrar alguns resultados em qualquer idioma quando usado um protocolo de internet (IP) localizado na China.

Além do recente episódio do aniversário de 20 anos do protesto da Praça da Paz Celestial, lembrado no último 4 de junho, quando a China bloqueou sites como Twitter, Hotmail e Flicker, entre outros, o governo chinês tem atacado os mecanismos de busca.

Na semana passada, o Google recebeu um pedido para suspender a versão internacional por seu sistema de filtragem de resultados “impróprios” ser insuficiente para bloquear sites de pornografia. Já a versão chinesa do Google precisou interromper o recurso Google Suggests, que sugere opções de busca enquanto o usuário digita os termos. Na quarta-feira (24/06), serviços como o Gmail, Google.com e Google Docs ficaram fora do ar por horas no país.

Procurada pelo IDG News Service em Pequim, a Microsoft não comentou o assunto.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail