Home > Notícias

Biógrafo revela as lições de liderança de Steve Jobs

Autor de biografia oficial sobre cofundador da Apple, Walter Isaacson lançou volume com os principais ensinamentos do executivo; artigo foi publicado em Harvard

Macworld / Reino Unido

03/04/2012 às 16h55

Foto:

O biógrafo de Steve Jobs, Walter Isaacon, está oferecendo cerca de 20 lições de liderança com base nas lições do cofundador da Apple como uma reação aos comentaristas e leitores que tentaram criar suas próprias lições de gerenciamento a partir da biografia (disponível no Brasil desde outubro de 2011).

O artigo “As verdadeiras lições de liderança de Steve Jobs” foi publicado na edição de abril da Harvard Business Review. Ele escreve: “Nos meses após a publicação da minha biografia sobre Jobs, inúmeros leitores tentaram retirar lições de gerenciamento a partir dela. Alguns deles foram criteriosos, mas penso que muitos deles (especialmente aqueles sem experiência em empreendorismo) se fixaram muito nas extremidades mais desiguais da personalidade dele.”

Depois, Isaacson continua. “A essência de Jobs, penso, é que sua personalidade era integral a maneira como ele fazia negócios. Ele atuava como se as regras normais se aplicassem a ele, e a paixão, intensidade, e extrema emoção que ele trouxe para a vida cotidiana eram coisas que ele também colocava nos produtos que fazia. Sua petulância e impaciência eram parte do seu perfeccionismo.”

Leia também:

- Ashton Kutcher será Steve Jobs no cinema

- Apple completa 36 anos; conheça a história da empresa

biografiajobscapa_01.jpg

Autor de biografia de Jobs revelou lições de liderança de ex-CEO da Apple

Confira abaixo as algumas das principais lições de liderança de Jobs que Isaacson retirou da sua biografia sobre o ex-CEO da empresa de Cupertino.

1- Foco: Perguntar “Quais as 10 coisas que devemos fazer a seguir?” e então escolher três delas.

2- Simplifique: Eliminar o botão de ligar/desligar do iPod mostrou a simplicidade “Zen” de Jobs. E o iPhone não precisa de um manual de uso.

3- Assuma responsabilidades: Tudo é firmemente ligado, e a Apple assume responsabilidade total pela experiência do usuário.

4- Ser diferente: Você não precisa ser um pioneiro, apenas inovar para resolver os problemas de uma maneira diferente.

5- Produtos antes do lucro: Foque na criação de um ótimo produto e os lucros virão como consequência.

6- Não use grupos de foco: “Nossa tarefa é ler coisas que ainda não estão na página.”

7- “Dobre” a realidade: O chamado Campo de Distorção da Realidade permite que Jobs convença as pessoas que elas podem fazer um ótimo trabalho em dias em vez de meses. Por exemplo, dizer a companhia por trás do vidro Gorilla Glass que eles podiam criá-lo em semanas.

8- Consideração: Crie uma embalagem em que o ato de abrir caixa seja parte da glória do produto.

9- Busca pela perfeição: Jobs impulsionava sua equipe para atingir a perfeição e ficarem orgulhosos dela. “Artistas de verdade assinam seus trabalhos”, dizia.

10- Tolere apenas pessoas “classe A”: Jobs tinha um desejo de trabalhar apenas com os menores. Ele não queria trabalhar com “incompetentes”.

11- Conheça o quadro completo e os detalhes: A paixão de Jobs era aplicada a questões grandes e pequenas. Incluindo a sua visão de que o computador deveria tornar-se uma central para gerenciar o conteúdo de um usuário, e que esse hub se tornaria a nuvem.

12- Combine as humanidades com a ciência: ninguém mais na nossa época conseguia juntar melhor poesia e processadores de uma maneira que exalava inovação.

13- Continue faminto, continue “bobo”: Como Jobs disse em seu discurso na universidade de Stanford, “siga seus próprios sonhos, não viva a vida de outra pessoa”. 

14- Quanto mais simples melhor: conselho de Jobs “Um produto, uma caixa”.

Grupos menores funcionam

15- Grupos menores funcionam melhor: restrinja as reuniões às pessoas que podem discutir o assunto com facilidade e autoridade.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail