Home > Notícias

Blizzard bane mais de 5 mil jogadores de “StarCraft 2”

Em 14/9, produtora publicou aviso em site oficial de que tomaria ações mais duras contra gamers que usassem trapaças na rede do título para PC

GamePro Online/EUA

01/10/2010 às 14h44

Foto:

A desenvolvedora e editora de games Blizzard Entertainment, dona do título "StarCraft 2: Wings of Liberty", já tinha alertado os jogadores em 14/9 que a foice do banimento pendia sobre aqueles que usavam trapaças para jogar. 

Pois bem, a foice da Blizzard entrou em ação nesta sexta-feira (1.º/10) com o anúncio, na rede Battle.net, de que mais de 5 mil jogadores foram banidos por violarem os Termos de Uso - mais especificamente, por usarem de "trapaça ou programas de hacking enquanto jogavam".

A Blizzard afirmou ter posto a medida em prática porque a trapaça não apenas "prejudica o espírito da competição justa", mas para defender o desempenho e a estabilidade da rede Battle.net, que estaria comprometida pelo uso de tais programas de hacking.

A empresa também afirma que continuará sua busca por jogadores que trapaceiam mesmo depois da ação desta sexta-feira, 1/10.

Lançado em 27 de julho, “StarCraft II” chegou simultaneamente à América
do Norte, Europa, Coreia do Sul, Austrália, Nova Zelândia, Brasil,
Chile, Argentina, Cingapura, Indonésia, Malásia, Tailândia, Filipinas e
em regiões de Taiwan, Hong Kong e Macao.

O jogo conseguiu a impressionante marca de 3 milhões de unidades comercializar no primeiro mês de vendas.

starcraft2_reaper

Blizzard promete continuar atrás dos trapaceiros em "StarCraft II"

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail