Home > Notícias

Blizzard processa hackers de “StarCraft II: Wings of Liberty”

Após banir mais de 5 mil trapaceiros do jogo para PC, produtora entra com ação judicial contra programadores de softwares de hacks para o game

GamePro / EUA

19/10/2010 às 15h25

Foto:

A Blizzard Entertainment tomou medidas legais contra programadores de softwares de trapaça e hacks para o seu game “StarCraft II: Wings of Liberty”, segundo informações publicadas hoje, 19/10, pelo site GameSpot.

De acordo com o GameSpot, o processo, instaurado na Corte Central em Los Angeles, nos EUA, na última semana, acusa três programadores de criar e vender programas de cheats e hacks para o jogo de PC “StarCraft II”, o que é uma violação do contrato de licença de usuário final com o qual os jogadores concordam quando instalam o game, além dos termos de uso da rede online Battle.net e da lei de direitos autorais existente no país. A Blizzard procura por perdas de lucros a partir das vendas dos hacks, segundo o GameSpot, nomeando os hackers que atendem pelos pseudônimos online de “Permaphrost” e “Cranix”, do Canadá, e “Linuxawesome”, do Peru.

A Blizzard não comentou o assunto, alegando que não fala sobre assuntos legais. Mas um porta-voz da produtora informa que a empresa venceu um caso parecido no passado, conhecido como “The Glider”, um programa que rodava no famoso game “World of Warcraft”.

Além disso, conforme publicamos no último mês de setembro, a Blizzard baniu mais de 5 mil jogadores trapaceiros de “StarCraft II”.

starcraft390x254.jpg

Blizzard apertou o cerco contra trapaceiros de "StarCraft II"

Lançado em 27 de julho, “StarCraft II” chegou simultaneamente à América do Norte, Europa, Coreia do Sul, Austrália, Nova Zelândia, Brasil, Chile, Argentina, Cingapura, Indonésia, Malásia, Tailândia, Filipinas e em regiões de Taiwan, Hong Kong e Macao.

O jogo conseguiu a impressionante marca de 3 milhões de unidades comercializadas no primeiro mês de lançamento.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail