Home > Notícias

Bola fora: Microsoft adota estratégia errada para enfrentar a Apple

Empresa, que desperdiça tempo e dinheiro ao criticar o Mac OS X, precisa dedicar seus recursos para fazer a mudança da cultura do fixo para o móvel

Tony Bradley, IDG News Service

10/08/2010 às 14h59

Foto:

A Microsoft lançou uma campanha para enfrentar o sistema operacional da Apple, o Mac OS X. A partir de agora, a companhia inclui no site do Windows 7 uma nova aba chamada "PC vs Mac", que compara os dois sistemas operacionais, listando as razões pelas quais acredita que o Windows 7 é a melhor escolha para o consumidor. A maioria das observações feitas pela Microsoft é válida, embora a campanha em si seja um desperdício de recursos. 

Primeiro é preciso considerar que embora a Apple possa representar uma ameaça à Microsoft, o Mac OS X não é uma grande ameaça para o Windows. Todas as versões somadas do Mac OS representam cerca de  5% dos sistemas operacionais em uso, enquanto o Windows possui mais de 91%. Dedicar recursos para uma comparação como essa é totalmente desnecessária.

É possível que a campanha "Get a Mac", feita pela Apple recentemente, possa ter chateado um pouco a Microsoft. Afinal, foi realmente um marketing muito inteligente, embora às vezes tenha distorcido alguns fatos. No fim, porém, o Windows 7 é o sistema operacional mais vendido de todos os tempos e o Windows ainda possui mais de 90% do mercado. Então por que dignificar a campanha da Apple com uma resposta ou se rebaixar? 

Se a fabricante queria dedicar mais recursos para lutar contra a empresa de Steve Jobs, deveria criar anúncios ou desenvolver um site para esclarecer sobre os motivos para escolha do Windows Phone 7. Ou talvez se concentrar no lançamento de um tablet com Windows 7 (ou melhor ainda, o Windows Phone 7) digno de comparação com o iPad.

Talvez seja um consolo saber que a grande maioria dos iPods, iPhones e iPads utiliza o iTunes rodando em um PC com Windows. Mas a tendência é de mobilidade e os usuários estão confiando cada vez mais em smartphones e tablets para as tarefas que, tradicionalmente, pertenciam ao computador, o que é um problema para a Microsoft.

Sim, a Microsoft precisa reconhecer a ameaça da Apple, mas é preciso perceber que essa ameaça é diferente de uma batalha PC x Mac. A empresa precisa dedicar seus recursos para fazer a mudança da cultura do fixo para o móvel, e se preocupar com o iPhone e o iPad.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail