Home > Notícias

Brasil encerrou julho com mais de 135 milhões de celulares ativos

Anatel registra o maior número de adesões no mês de julho, em dez anos. Vivo, Tim e Claro mantém 1º, 2º e 3º lugar, respectivamente.

Redação do IDG Now!

21/08/2008 às 8h53

Foto:

Em julho, o Brasil atingiu a marca de 135.330.980 assinantes no Serviço Móvel Pessoal (SMP). O volume de 2.162.434 habilitações registradas em julho representa um crescimento anual de 16,47% sobre as 1.856.596 adesões registradas no mesmo mês de 2007. É o maior número de adesões registrado no mês de julho nos últimos 10 anos, informou o balanço da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) na quarta-feira (20/08).

Do total de acessos, 109.610.874 (80,99%) são pré-pagos, e 25.720.106 (19,01%), pós-pagos.

O mês de julho registrou o terceiro maior número de habilitações de 2008. Maio teve 2.815.604 novas habilitações, enquanto junho registrou 2.610.186 adesões. Nos últimos 12 meses, o Brasil ganhou 26.811.316 novos assinantes, o que representa um crescimento de 24,71% em um ano.

A Vivo permanece na liderança do mercado brasileiro de telefonia móvel, com 30,25% de participação - uma ligeira alta em relação aos 30,36% registrados junho deste ano. A TIM mantém a segunda colocação com 25,26% de participação, apresentando uma queda em relação aos 25,4% registrados no mês anterior. A Claro, em terceiro, agora tem 24,92%, também apresentando um leve crescimento em relação a junho, quando tinha 24,87% do mercado.

A Oi, na quarta colocação, registrou 15,48% (tinha 15,24%) de participação de mercado. A 14BrasilTelecom GSM está em quinto com 3,74% (tinha 3,77%). A CTBC Telecom Celular, com 0,31%, e a Sercomtel Celular, com 0,05%, mantiveram a mesma participação do mês anterior.

Mais de 70 celulares para cada 100 brasileiros
Com 70,57 telefones móveis em serviço para cada grupo de 100 habitantes, a teledensidade da telefonia celular em julho teve um crescimento de 23,02% em relação a junho do ano passado, quando o índice era de 57,36. O crescimento em relação a junho foi de 1,51%.

O Distrito Federal continua liderando a teledensidade móvel brasileira, com índice de 127,75 - ou seja, 1,27 telefone para cada habitante. Comparado com o mês anterior, o índice apresentou, em julho, crescimento de 0,04% (era 127,7). O Rio de Janeiro, segundo colocado no ranking, cresceu 1,51% (subiu de 86,68 para 87,99). Em terceiro no indicador, o Mato Grosso do Sul tem índice de 86,55 e apresentou crescimento de 1,38% (era de 85,37).
++++
Nos últimos 12 meses, ficaram no topo do ranking, com as maiores taxas de crescimento de teledensidade, Maranhão (crescimento de 45,52%), Pará (índice de 49,49 e crescimento de 37,52%) e Roraima (índice de 56,04, com crescimento de 35,89%).

A região Norte lidera o crescimento da densidade em 12 meses. Nesse período, cresceu 33,75%, alcançando o índice de 54,26 (era de 40,57 em julho de 2007). O Nordeste teve a segunda maior taxa de crescimento no período (27,31%) e agora tem índice de 55,95 (era de 43,95 em julho de 2007). Sudeste (78,36), Centro-Oeste (87,63) e Sul (76,09) registraram crescimento de 22,35%, 20,20% e 17,21%, respectivamente.

A tecnologia GSM continua na liderança do mercado, com 115.486.494 acessos (85,336%). A tecnologia CDMA tem 15.660.581 acessos (11,572%), a TDMA, 2.858.369 (2,112%), a WCDMA possui 775.938 acessos (0,573%), e a CDMA 2000, 539.184 (0,398%). A tecnologia analógica AMPS possui apenas 10.414 acessos (0,008%).

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail