Home > Notícias

Brasil lidera ranking do iPad 2 mais caro

Nos Estados Unidos, o equipamento com 16 GB e Wi-Fi tem preços a partir de 813 reais, contra 1650 reais do Brasil; fabricação local deve reduzir valor

Daniel dos Santos, Now! Digital

25/05/2011 às 10h57

Foto:

O governo publicou a Medida Provisória 534, que altera o artigo 28 da Lei do Bem (número 11.196, de 21 de novembro de 2005), para incluir no Programa de Inclusão Digital os tablets produzidos no Brasil. A expectativa é baixar os preços em mais de 30%. Mas, como o iPad 2, que chega ao Brasil dia 27/5,  ainda não é produzido por aqui (e ainda não conta com as isenções de impostos),  o equipamento continua com preço “salgado”.

Resultado: com valores a partir de 1.650 reais, o equipamento aparece na liderança do nosso “ranking do iPad mais caro”. Macworld Brasil pesquisou os preços do novo tablet em 10 países/regiões,  tendo como base o modelo mais barato (apenas com Wi-Fi e 16 GB) e verificou que o Brasil é o campeão em preço alto, com folga. Confira abaixo:

ipad2brasiltab

Se as previsões de redução de preços com a produção local,  de cerca de 30%, se confirmarem, podemos ter um iPad 2 na casa dos 1,1 mil reais, o que ajuda, mas não muda muito nossa posição no ranking.

ipad2handson390x254.jpg

iPad 2: fabricação local pode reduzir preços em cerca de 30%

Vale lembrar que, no Brasil, há outras opções de tablets, como o Xoom, da Motorola (ainda mais caro que o iPad, cotado a partir de 1.900 reais) e o Galaxy Tab, atualmente com preços a partir de 1.750 reais (sem o subsídio de operadora).

Leia também:

Review completo - iPad 2

Comparativo: iPad 2 x Xoom x Galaxy

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail