Home > Notícias

Brasil supera a marca de 15 milhões acessos de banda larga

Resultado, registrado no segundo semestre de 2009, representa crescimento de 27%; volume era previsto apenas para 2010

Redação do IDG Now!

29/04/2010 às 9h28

Foto:

No final de 2009, o Brasil superou os 15 milhões de acessos de banda larga. É o que mostra a 13ª edição do Barômetro Cisco da Banda Larga, divulgada hoje pela empresa.

Segundo o estudo, produzido pelo IDC a pedido da Cisco, o mercado brasileiro de conexões de acesso rápido à  internet cresceu  em 1,3 milhão de conexões no segundo semestre de 2009. Isso representa um volume 9,5% maior, quando comparado com o primeiro semestre do ano passado,  mas com crescimento de 27%, se levado em consideração o segundo trimestre do ano anterior.

Na 1ª edição do Barômetro Cisco, realizada em 2005, Cisco e IDC traçaram a meta de 10 milhões de usuários até 2010, número que, com o avanço da banda larga móvel, foi revista em 2008 para 15 milhões de usuários, volume atingido já em 2009.

De acordo com os responsáveis pela pesquisa, os motivadores desse crescimento foram a manutenção da redução de impostos para computadores até 4 mil reais e a migração de usuários iniciantes, compradores destes computadores, de conexões dial-up para pacotes econômicos de banda larga.

Velocidades

A nova edição do Barômetro também aponta que a velocidade média de navegação para a banda larga fixa permanece aumentando, motivada especialmente pelo aperfeiçoamento das conexões comercializadas no mercado atualmente. As velocidades entre 512 3e 999 Kbps são as mais encontradas (26,6%), embora elas estejam perdendo importância no mercado.

A tendência é que elas sejam trocadas pelas velocidades entre 1 e 1,999 Mbps. Aquelas que estão acima de 2 Mbps foram as que mais cresceram no período analisado pelo estudo, somando 16,1% no primeiro semestre de 2009 e 18,5% no segundo.

Outro aspecto relevante do estudo é o fato de, no Brasil, a penetração de banda larga foi de 5,98% - no estado de São Paulo, o índice é de 11,42%. Segundo a Cisco,  trata-se de um desempenho baixo se comparado a outros países. Na Alemanha, por exemplo, é de 29,9%, enquanto a Espanha é de 20,3% e na Irlanda, 20,7%.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail