Home > Notícias

Brasil testa tecnologia de rede Wi-Fi com IPTV, voz e dados integrados

Testada por operadoras no País e já vendida no Chile, solução da norte-americana Ruckus Wireless compartilha sinal de IPTV, dados e voz

Daniela Braun, do IDG Now!

02/10/2009 às 19h00

Foto:

Imagine poder compartilhar o sinal da TV paga e mudar o aparelho de lugar em sua casa, assistindo a um vídeo transmitido ao vivo na mesma rede sem fio usada para acesso à internet e telefone por IP.

A solução de IPTV Wi-Fi da norte-americana Ruckus Wireless é realidade no Chile e já foi testada por todas as operadoras brasileiras de telecomunicações e TV por assinatura no Brasil. A expectativa das empresas é alavancar a oferta de pacotes que unem IPTV, dados e voz ("triple play"), informa André Queiroz, diretor da empresa para a América Latina.

No Chile, a Ruckus vem oferecendo, há dois anos, a solução de Wi-Fi para IPTV por meio da operadora Telsur. O pacote, com preço sugerido de 250 dólares, é composto de um rádio que é conectado ao modem e de um adaptador ligado ao set-top box. "Com uma rede de 18 Megabits por segundo é possível assistir a  um filme em streaming em alta definição e acessar a internet, sem perda de performance", ressalta.

Para chegar ao consumidor, entretanto, o serviço depende da aprovação do Projeto de Lei 29/2007, que trata da regulação dos serviços de TV por assinatura no Paí, lembra Queiroz. "Os equipamentos já foram homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) no ano passado", informa.

Qualidade do Wi-Fi

A grande aposta da Ruckus é a oferta de acesso Wi-Fi a empresas e operadoras, em uma fatia de mercado intermediária entre as empresas Cisco e Aruba - que oferecem soluções de alta capacidade - e as ofertas mais populares das marcas Linksys (Cisco) e D-Link.

Criada em 2004, a Ruckus possui 60 patentes em torno de sua tecnologia BeamFlex, que tem como diferencial o acesso Wi-Fi mais consistente e sem interferências, afirma Queiroz. "É como se as soluções Wi-Fi distribuíssem os dados como uma lâmpada e a nossa como uma lanterna", compara. 

A startup sediada em São Francisco, na Califórnia, tem o grupo Sequoia e a Motorola entre seus investidores e já captou 42 milhões de dólares. No Brasil, a empresa vem atuando desde o início de 2008, por meio de revendas - hoje possui 10 parceiros. Entre seus clientes estão hotéis da rede Accor e a universidade mineira Uniube.

"Muitos hotéis, que recebem executivos com frequência, priorizam a escolha da decoração, mas se esquecem da estrutura  da rede Wi-Fi e perdem dinheiro com isso", alerta o executivo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail