Home > Notícias

Brasileiro leva em média 18 dias para comprar um computador novo

Pesquisa da Intel, realizada pela primeira vez no Brasil, mostra alguns hábitos de consumo de tecnologia do consumidor brasileiro.

Nando Rodrigues, editor da PC World*

12/09/2008 às 11h27

Foto:

Do momento em que se decide comprar um PC novo até fechar a compra propriamente dita, o consumidor brasileiro leve – em média – 18 dias. É o que revela a Stretegic Oxygen, pesquisa online realizada pela Intel e que, pela primeira vez, foi feita no Brasil.

O levantamento foi feito com 400 pessoas (classes A e B), que compraram um computador novo nos últimos 12 meses ou que devem comprar sua próxima máquina em até seis meses. No caso de pessoas com algum conhecimento técnico, esse prazo é reduzido, na média, para 13 dias. O estudo Stretegic Oxygen foi divulgado nesta sexta-feira (12/09), durante o Intel Editor’s Day 2008, que acontece em Trancoso (BA).

Dois fatores são marcantes na decisão da compra, promoção e obsolescência (ou quebra) do equipamento atual, ambas sendo apontadas por 25% dos pesquisados. O estudo mostra que a internet é o principal veículo de pesquisa, sendo usada por 62% dos consumidores para buscar informações sobre equipamentos de tecnologia – ainda que 93% deles prefiram ir às lojas para ver o equipamento “ao vivo” (81% nos EUA), sendo que apenas 19% desse tipo de aquisição é feita pela web (percentual maior do que os consumidores mexicanos, 11%). E no caso da compra em lojas físicas, grandes redes varejistas são a escolha de 59% dos compradores.

Leia também: 
> Primeiros Intel Core I7 chegam até o final de 2008
> Um em cada 5 desktops no Brasil usam Linux
> Vendas de portáteis cresce 37,2% no mundo

Os homens (63% da amostra) são os consumidores que mais compram por impulso, embora a compra efetiva seja realizada na maior parte das vezes pelas mulheres (55%).No processo de venda, os vendedores são utilizados por 23% dos compradores como fonte de informação, apesar de as informações nem sempre serem confiávies.

Oscar Clark, presidente da Intel no Brasil, ilustra isso ao relatar uma visita que fez a uma grande loja das Casas Bahia em Santo André, na Região do ABC Paulista, a respeito dos PCs à venda. “O vendedor me disse que tinha computadores com processadores Celeron, da Intel; Athlon, da ‘AMB; e Pentium, da Microsoft”, lembra Clark.

O preço do equipamento continua tendo grande importância na decisão da compra. De acordo com a pesquisa da Intel, 71% dos respondentes afirmaram definir um orçamento antes de escolher o equipamento. Destes, 43% conseguem efetivar a compra dentro do valor definido, 24% gastam menos e 33% acabam gastando mais do que o previsto.

* O editor Nando Rodrigues viajou a convite da Intel

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail