Home > Notícias

Brasileiro preso por alugar rede bot na Holanda será extraditado

Leni de Abreu Neto, de 35 anos, foi preso na Holanda sob a acusação de conspiração para causar dano a computadores ao alugar rede bot.

IDG News Service/Reino Unido

22/08/2008 às 8h39

Foto:

Um brasileiro que está sendo acusado de tentar alugar uma rede botnet, que seria usada para enviar spams pode ser extraditado para os Estados Unidos.

Leni de Abreu Neto, de 35 anos, é natural de Taubaté, no interior de São Paulo, e foi preso na Holanda, no final de julho. Ele está sendo acusado de conspiração para causar dano a computadores por um juri federal da Luisiana, nos Estados Unidos.

Neto foi preso juntamente com o holandês Nordin Nasiri, de 19 anos, e seu irmão, de 16 anos. Nasiri construiu uma rede de cerca de 100 mil computadores hackeados.

Entre maio e junho, o brasileiro fez um acordo com Nasiri para atuar como mediador no aluguel da rede a terceiros, que renderia algo em torno de 40 mil dólares.

Se condenado, Neto pode pegar até cinco anos de cadeia, mais três de condicional, além de ter de pagar uma multa de até 250 mil dólares, dependendo dos prejuízos causados.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail