Home > Notícias

BrT, Oi, NET e Telefônica figuram em ranking de traffic shaping

Comcast lidera lista de 108 provedores e operadoras que restringem banda larga, com base em monitoramento de usuários de torrent.

Redação do IDG Now!

23/04/2008 às 17h25

Foto:

Brasil Telecom, Oi, NET e Telefônica estão na lista de 108 provedores e operadoras do mundo que praticam o traffic shapping em serviços de banda larga, segundo um relatório em pdf finalizado na sexta-feira (18/04).

O ranking foi divulgado pela Vuze, que criou um plug-in gratuito para identificar se a velocidade de acesso do internauta é reduzida no uso de redes de P2P, torrents, serviços de Voz sobre IP entre outras aplicações que costumam consumir mais banda.

Com base em dados coletados entre 1º de janeiro e 13 de abril de 8 mil usuários de banda larga do mundo todo que instalaram o Vuze Plug-In, o relatório coletou 1 milhão de horas de dados trafegados pela rede torrent e revela uma extensa lista de provedores e operadoras que praticam o traffic shapping.

O plug-in monitora constantemente a média de interrupções de redes ocorrendo pela transmissão de pacotes RST (sigla para 'reset').

Em primeiro lugar, com uma média de 23,7% de 'resets' está a operadora norte-americana Comcast, que aparece 14 vezes na tabela com diferentes números de ANS. A empresa tornou-se alvo de investigações da Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos, após denúncias de prática de traffic shaping pela Electronic Frontiers Foundation (EFF).

Na nona posição do ranking está a Brasil Telecom, figurando na lista como "Telecomunicações de Santa Catarina SA", que registrou uma média de interrupção de tráfego de 17,4% com o monitoramento de 61 usuáiros únicos pelo Vuze Plug-In.

A Telefônica (Telecomunicações de São Paulo SA) está em 53º lugar, com média de 11,1% de interrupção no tráfego dos usuários monitorados - 25 usuários únicos.
++++
Na 58ª posição está mais uma brasileira, a Oi registrada como Telecomunicações da Bahia SA, com uma média de reset de 10,8% em uma base de 38 usuários únicos monitorados por meio do plug-in.

A NET, que presta serviços de banda larga via cabo e já aplica restrições a usuários que fazem downloads em excesso - penalidade que figura no contrato da empresa - aparece como 66ª do ranking mundial do traffic shapping, mantendo a média de 10,3% de conexões interrompidas entre 77 usuários que fizeram o monitoramento da Vuze.

As operadoras e provedores são identificados com base no ANS (Autonomous System Number), que representa redes IP e roteadores individualmente. Até o momento foram identificados 1.200 ANSs.

O ranking principal do relatório destaca os ASNs com mais de 20 usuários monitorados. A identidade de cada operadora foi checada e teve como base inicial o número de registro no banco de dados do Whois.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail