Home > Notícias

Apple ameaça loja de aplicativos gratuitos para smartphone

Empresa enviou notificação que pede o fim do uso do termo app store pela GetJar; diretor da empresa diz que vai continuar e que “Steve Jobs não é nosso pai”

Macworld/Reino Unido

12/07/2011 às 11h29

Foto:

A GetJar, que afirma ser a maior loja de aplicativos gratuitos de smartphones do mundo, com 2 bilhões de downloads até hoje, recebeu uma notificação “cease & desist” (ordem para encerramento de certas atividades, sob pena de ação judicial) da Apple.

Logicamente, a companhia não gostou do que leu. E reagiu. Segundo seu diretor de marketing, Patrick Mork, a ação não faz sentido. “Nós não vamos desistir. Steve Jobs não é nosso pai”.

Segundo Mork, a GetJar, que começou como uma plataforma de teste para desenvolvedores, iniciou a distribuição de aplicativos gratuitos no começo de 2005. “Entramos no sistema de oferta de aplicativos quando o iPhone era apenas um projeto na cabeça de Steve Jobs, muito antes de a Apple lançar suas app store”, ressalta. O executivo classifica a ação da Apple como bullying.

A GetJar não é o único alvo da Apple na disputa pelo nome app Store. Na semana passada, um tribunal da Califórnia negou um pedido da companhia de Steve Jobs, que quer impedir o uso do termo pela Amazon.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail