Home > Notícias

Camcast: investigação vai apurar prática ilegal em serviço de VoIP

Segundo a FCC, a empresa exclui seu serviço VoIP da política de gerenciamento de tráfego web, o que caracteriza monopólio.

Redação da The Industry Standard/EUA

23/01/2009 às 14h40

Foto:

A Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC) está investigando a operadora Comcast por supostas novas práticas de monopólio e traffic shaping.

A nova ação se refere a uma nova política da gigante provedora de internet a cabo dos Estados Unidos que pode sufocar concorrentes de serviços VoIP.

De acordo com um artigo do BroadbandDSLReports.com, a política "prejudica temporariamente o tráfego web de clientes que se encaixem em dois critérios: estiverem em uma conexão congestionada e estiver usando 70% ou mais da quantidade de downloads contratados ou trafegando dados com velocidade muito baixa por mais de 15 minutos.

A FCC percebeu que tais restrições só vão impactar a competição com serviços VoIP.

A Comcast tem seu próprio serviço VoIP, chamado Digital Voice Internet. De acordo com uma carta da FCC, o site da Comcast diz que o "Digital Voice é um serviço baseado em telefonia sobre IP (protocolo de internet) que não é afetado pela política de 'estrangulamento' web, ou seja, a política de gerenciamento de tráfego feito pela Comcast. A operadora tem até o dia 31 de janeiro para se pronunciar.

Um dos defensores dos direitos do consumidor, Ben Scott, disse que o posicionamento da FCC é um sinal positivo de que as ações pela neutralidade na internet não terminaram. "Agradecemos à comissão por conduzir a atual investigação a respeito das práticas de gerenciamento de tráfego que podem interferir no acesso dos usuários a serviços e conteúdos online de suas escolhas".

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail