Home > Notícias

Cartilha orienta pais a ensinarem filhos a usar web com segurança

Objetivo do Movimento Internet Segura é conscientizar para que os pais possam evitar que os filhos sejam vítimas de fraudes.

Lygia de Luca, repórter do IDG Now!

27/11/2008 às 11h37

Foto:

O Movimento Internet Segura (MIS) anuncia parceria com empresas como a Microsoft e o Google para a oferta de conteúdo didático, a partir desta quinta-feira (27/11), que orienta os pais a ensinarem os filhos a acessarem a web com segurança.

Entre as dicas educacionais, os documentos orientam os pais a instruir os filhos a nunca marcarem encontros com amigos virtuais e também que os conhecidos podem não ser quem dizem que são. “A educação em geral deve abordar os elementos modernos da sociedade. Portanto, nossas crianças devem ter estes 'contatos' com a conscientização na internet”, afirma o representante da Microsoft no MIS, Djalma Andrade.

Leia também:
> Lula sanciona nova lei que pune pedofilia online
> Pornografia na web pode ser denunciada pelo Disque 100

O coordenador do MIS, Igor Rocha, opina que os pais ainda não estão devidamente conscientes quanto aos riscos. “Eles não fazem por mal, porque para a 'Geração Y' é importante estar antenado com a tecnologia.”

De acordo com o diretor executivo da Câmara-e.net, Gerson Rolim, o MIS está coordenando, há alguns meses, uma ação de adesão de novos parceiros, além dos já conectados ao MIS e ao movimento Navegue Protegido, base do conteúdo da cartilha. “Estamos conversando com representantes da iniciativa privada, da sociedade civil e do Governo e ONGs ligadas ao tema”, explica.

O MIS aponta que trabalhará para incluir instituições como as
Associações Comerciais e o Sebrae nesta ação de conscientização das
LANs Houses, locais em que as crianças e adolescentes estão longe do controle dos pais. “Quanto à fiscalização, devido à enorme quantidade e dispersão das LANs, acredito que seríamos mais efetivos trabalhando diretamente nos provedores de acesso e acionando as LANs apenas após identificado algum problema de conteúdo ilícito ali”, opina.

Carlos Felix Ximenes, representante do Google no MIS, diz que além de alertar os pais para o fato de o Orkut ser um ambiente idealizado para adultos, têm sido criadas barreiras de alerta na rede social. "Ao clicar em um conteúdo que pode ser agressivo, o Orkut avisa sobre o risco.”

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail