Home > Notícias

Celular com 3G abre oportunidade para aplicações inusitadas

Comprar, ver TV e conversar olhando para o interlocutor são alguns dos serviços que ficam mais acessíveis com a banda larga móvel.

Daniela Moreira, editora assistente do IDG Now!

08/05/2008 às 1h33

Foto:

3g_servicos_88Com a assinatura dos contratos de autorização para início das operações das redes 3G no Brasil na última semana, todas as operadoras estão liberadas para oferecer serviços de terceira geração e devem fazê-lo em breve.

Isso significa que cedo ou tarde você terá uma rede 3G “perto de você” - se é que já não tem, pois operadoras como Claro, TIM e Vivo já estrearam seus serviços em diversas regiões do país.

Mais sobre 3G:
> Velocidade da 3G decepciona usuários
> 3G: quais são as vantagens
> Análise: E vem aí a 4G

Já sabe como usá-la? A grande vantagem das redes de terceira geração para o usuário final é a velocidade média de transmissão de dados, que pode ser até dez vezes maior que a da geração anterior - que você provavelmente usa hoje.

Mas isso por si só não representa nada. Para sentir de verdade os benefícios da 3G, é preciso conhecer os serviços que permitem tirar máximo proveito deste ganho em velocidade que a tecnologia traz.

Confira, a seguir, alguns deles:

1. Fazer uma vídeo chamada
Se você cresceu assistindo ao desenho animado dos Jetsons, já sabe como funciona a vídeo chamada: você fala do lá de cá do telefone e quem está do lado de lá vê sua imagem - e vice-versa.
++++
É interessante para quem vive longe da família e de outros entes queridos - para matar a saudade -, mas talvez não seja tão prático no dia-a-dia - já pensou se sua mãe visse que você matou aula para ir ao cinema ou se o seu chefe visse sua careta cada vez que ele te liga fora do horário de expediente?

Saias justas à parte, a tecnologia pode ser útil a empresas - em reuniões remotas, por exemplo -, e já está sendo testada como novo meio de coberturas jornalísticas ao vivo, pela Band.

Para fazer uma chamada com voz e vídeo pela Claro, você vai desembolsar 60 centavos de real por minuto. Se você for cliente da TIM, poderá testar a novidade pagando o preço de uma chamada comum de voz até 30 de junho.

2. Ver TV em tempo real
Com a estréia da TV digital no Brasil em dezembro passado, quem tem um celular com receptor pode ver TV aberta de graça no aparelho. Mas os obstáculos ainda são muitos: os locais de transmissão são restritos, os aparelhos são caros e há poucos modelos no mercado.

Portanto, a alternativa para quem quer ver um jogo de futebol ou assistir um telejornal enquanto espera o vôo ou está preso no trânsito são os serviços de TV no celular das próprias operadoras. Eles não funcionam só em rede 3G, mas funcionam melhor, por isso entram na lista.

A programação de canais como Bloomberg, Discovery, Cartoon, CNN, MTV, ESPN, The History Channel e Rede TV pode ser conferida pelo celular, em pacotes das operadoras.
++++
O preço é salgado: a partir de 4 reais por meia hora de programação na TIM e 3,30 reais por 24 horas na Claro (mas neste caso o usuário paga um valor adicional pelo tráfego de dados).

3. Assistir a vídeos do YouTube

Se você é da geração que prefere os hits do YouTube à programação tradicional da televisão, as redes de terceira geração também permitem que você curta as suas pérolas favoritas no celular, sem picotes nem engasgos na transmissão por falta de banda.

A vantagem é ter à mão uma série de vídeos curtos - formato que cai melhor na tela pequena e às vezes cansativa aos olhos do celular - e divertidos, que você pode compartilhar facilmente em uma roda de amigos, por exemplo.

Só tome cuidado para não exagerar na brincadeira porque ela pode sair caro: cada um minuto de vídeos do YouTube assistido pelo celular sai por 1 real.

Saiba como acessar o YouTube Mobile nos sites da  Claro e da TIM.

4. Comprar músicas
Primeiro eram os ringtones, precários. Depois vieram os toques polifônicos, menos piores. Apareceram então os truetones, que enganam melhor. Mas o fato é que nada substitui a boa e velha música de verdade.
++++
Com aparelhos cada vez mais preparados para exercer a função de tocador musical, equipados com memórias mais amplas e recursos de som mais sofisticados, nada mais natural que comprar e armazenar as canções diretamente no celular, sem ter que passar pelo computador.

As redes 3G são um prato cheio para a venda de faixas completas de canções - também conhecidas como fulltracks -, já que o download se torna bem mais rápido.

A praticidade tem seu preço: uma faixa na loja da Claro custa 4 reais, mais que o dobro do valor médio praticado por lojas nacionais de música online, como a UOL Megastore. A TIM também possui uma loja de músicas para celulares, com mais de 180 mil títulos.

5. Consultar mapas
Nem tudo está perdido para quem não tem um GPS no celular. Se você é do tipo que se afastou três quarteirões de casa e já não sabe mais onde está, os celulares com sistema global de posicionamento - normalmente mais caros - não são a única saída.

Com um celular 3G você pode traçar rotas e navegar tranqüilamente por mapas gratuitos disponíveis na web sem ter que esperar uma eternidade cada vez que tentar mover a tela para saber qual é a próxima entrada.

Com a versão do Google Maps para celulares você pode até mesmo saber onde está sem usar o GPS. O sistema de localização não é tão preciso - a margem de erro é de mil metros -, mas já quebra um ganho para os perdidos de plantão. E o melhor: é gratuito.

Fique atento, contudo, ao consumo de dados para carregar os mapas, que é pesado - especialmente se o seu plano limitar o volume de tráfego.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail