Home > Notícias

Celular deve funcionar em todas as linhas do Metrô de SP até dezembro

Gerente de negócios do Metrô informa que celulares já funcionam em todo o trecho da Linha Verde desde agosto e detalha operação.

Daniela Braun, editora-executiva do IDG Now!

04/09/2008 às 13h35

Foto:

Até o final do ano, as 3,3 milhões de pessoas transportadas diariamente pelo Metrô em São Paulo poderão usar celulares em todas as estações (linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 5-Lilás), informou José Jacques Namur Yazbek, gerente de negócios da Companhia do Metropolitano de São Paulo, nesta quinta-feira (04/09).

Em agosto, o sinal da rede celular entrou em pleno funcionamento na linha Verde do Metrô, informou Yazbek ao IDG Now!. Os testes foram iniciados em maio deste ano pelo consórcio formado pelas operadoras Claro, Tim, Nextel e Vivo, apresentando falhas de recepção na época.

> Fotos: veja as antenas de celular no Metrô

A operadora Oi, segundo o gerente de negócios do Metrô, deve entrar em funcionamento em outubro deste ano, mas o modelo operacional - se a operadora fará parte do consórcio ou alugará a estrutura de outra operadora - ainda está em negociação.

"A estrutura está preparada para receber as seis operadoras que atuam em São Paulo", comenta Yazbek. A Unicel, que seria a sexta operadora, ainda não apresentou os documentos necessários para oferecer seu serviço no Metrô.

Juntas, as empresas investiram 100 milhões de reais na infra-estrutura de recepção e transmissão de chamadas móveis, que cobrirão 31,7 quilômetros de área subterrânea do Metrô.

Nos túneis, a transmissão e a recepção do sinal celular são feitas por meio de um cabo de cobre fendido - fendas na parte externa do cabo garantem a transmissão do sinal. Nas plataformas e entradas das estações são instaladas antenas conectadas por fibra óptica. Os modelos das antenas próximas às catracas e nas plataformas variam de acordo com as barreiras dos ambientes.
++++
O processo de instalação da infra-estrutura de telefonia móvel nos túneis do Metrô - a cargo da empresa Power Wave - é lento, já que se restringe a duas horas de obras por noite, por questões de segurança. Em alguns túneis, que possuem anéis de aço, apenas um furo para fixação do cabo de cobre pode levar 20 minutos, detalha Yazbek.

Para utilizar a estrutura do Metrô, as quatro operadoras pagam um aluguel mensal. No primeiro ano, o valor é de 76,4 mil reais, aumentando para 83,4 mil reais no segundo ano, 86,6 mil no terceiro, 93,3 mil no quarto e, a partir do quinto ano, 97,3 mil reais, com reajustes baseados no IPC-FIPE.

Pelos contratos firmados entre novembro de 2007 e janeiro de 2008, cada uma das quatro operadoras contava com seis meses de carência – período necessário para instalar a infra-estrutura no Metrô. Os pagamentos foram iniciados em meados deste ano.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail